Workshop Receitas com Aveia anti-colesterol e diabetes e sai a primeira receita

img_1563Ontem foi dia de regressar aos Workshops DeBORLA, depois de dois meses de pausa. Fiquei muito feliz com tamanha afluência. O tema era apelativo e o público confessou que já sentia saudades destas tardes de sábado repletas de aromas e sabores. Para outros, felizmente muitos, foi a estreia. Todos concordaram que devemos, cada vez mais, investir em refeições saudáveis, e eu penso que provei existirem receitas amigas da saúde e ao mesmo tempo bastante saborosas e apelativas. Espero que o caderno de receitas que elaborei para as participantes do workshop lhes sirva de inspiração nos pratos que cozinharem nas suas cozinhas. Algumas já reproduziram este domingo parte das receitas confecionadas e até partilharam fotos na minha página de facebook, o que me deixa realizada e muito feliz.

1

4

Aos poucos irei publicando as receitas com aveia. Como a piza foi um dos pratos mais apreciados, decidi que seria a partilha número 1. Abaixo encontram-se três receitas de bases de massa de piza com aveia. Selecionei a número 1 e fi-la em duas versões: com fermento e sem fermento.

7

Bases para Massa de Piza com Aveia

1.

  • 3/4 chávena de chá de aveia em flocos finos
  • 1 1/4  chávena de chá de farinha de trigo (T65) e de aveia
  • 2/3 chávena de chá de leite magro (usei bebida de aveia)
  • 3/4 chávena de chá de óleo de soja
  • sal a gosto

2.

  • 1 dente de alho
  • 50 g de farinha de aveia
  • 4 claras
  • 1 colher de fermento em pó
  • água até ligar

3.

  • 2 ovos
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 2 colheres de sopa de iogurte natural desnatado

6

Preparação tradicional da massa 1

Misture todos os ingredientes da massa numa tigela, sove até começar a soltar das mãos. Então em uma superfície lisa e enfarinhada abra a massa com ajuda de um rolo. Forre essa massa em uma forma especial para pizza e leve ao forno baixo até dourar. Retire.

Nota. Pode fazer a massa de véspera e guardá-la no frigorífico.

Preparação em robô de cozinha Thermomix

Coloque todos os ingredientes no copo do robô e marque vel. 6. Quando estiverem misturados, marque a vel. espiga durante 2 minutos. Estenda-a e coloque-a no prato de piza e  leve ao forno baixo até dourar.

Nota. Pode fazer a massa de véspera e guardá-la no frigorífico.

RECHEIO

Disponha molho de tomate (Guloso – Refogado com orégãos), cebola, queijo mozarela ou ricota e outros ingredientes a gosto (fiambre de peru; carne assada desfiada; atum; azeitonas, tomate cereja, salada de folhas, etc.) Finalize com orégãos  ou tomilho fresco ou seco, , sementes de abóbora torradas e grãos de pólen.

Nota: os ingredientes a negrito foram os utilizados como topping nas pizas confecionadas no workshop.

img_1563

Workshop para Crianças e Jovens “Bolos na Caneca”- 15 de outubro na loja DeBORLA da Terceira

O workshop de ontem foi uma total surpresa! E sabem porquê? Foi constituído apenas por meninos, apesar de na lista de inscritos constarem também meninas. Foi uma tarde eletrizante, porque os participantes estiveram repletos de energia e iniciativa. Como foram menos participantes do que o habitual, os meninos tiveram a oportunidade de fazer muitos bolinhos e de aprenderem várias técnicas no que toca à elaboração dos aparentemente simples bolos de caneca. Adorei os momentos que passei com este público masculino, que foi muito além de TOP! Pelo que pude assistir em termos de aptidões culinárias, estive mesmo perante reais mini-chefs!

Eis os bolinhos deliciosos que fizemos nas fantásticas canecas da nova coleção DeBORLA e a partilha de uma das receitas confecionadas.

Bolo de Nutella (com topping de Bolacha Digestiva, Nutella, Pepitas de Chocolate e Pepitas de Amendoim)

img_9334
img_9356

Ingredientes

• 4 colheres de açúcar • 3 colheres de chocolate em pó • 4 colheres de farinha • 3 colheres de leite • 1 colher de óleo • 1 ovo • ½ colher de chá de fermento • Nutella – umas 2, 3 colheres

Preparação

1.Comece por adicionar o ovo e os restantes líquidos. Bata com um garfo.

2. Misture os restantes ingredientes muito bem até que fique uma massa sem grumos.

3. Coloque a caneca no microondas durante aproximadamente 2 minutos (700 watt) ou 1 minuto e meio (900 watt).

Decore com bolacha digestiva esmagada e pedaços de amendoim, colheradas de Nutella ou de manteiga de amendoim. Termine com pepitas de chocolate e de manteiga de amendoim.

Bolo de Laranja com calda de laranja

img_9359

img_9348

Bolo de Baunilha e Mirtilos com Chantilly

img_9320

img_9332

Bolo de Limão com Lemon Curd

img_9323

img_9349

Bolo de Bolacha Oreo

img_9370

img_9369

Bolo de Chocolate com Caramelo Salgado e Amendoins

img_9343

Se desejarem espreitar os momentos de interação de ontem à tarde, estes encontram-se no link abaixo:

Workshop Bolos na Caneca
terceira_bolocaneca_web

Workshop “Cozinhar com Leguminosas” no Centro de Ciência e uma receita de bolachas

A ONU declarou o ano de 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas, com o propósito de elevar a consciência sobre a potencial importância do papel desses alimentos na promoção da saúde, nutrição, bem como na segurança alimentar e sustentabilidade ambiental.

As leguminosas têm pouca gordura e muita fibra na sua composição. Isso faz com que causem uma sensação de saciedade no organismo. Sendo assim, a fome repentina e os picos glicémicos ficam mais controlados, ajudando no controle da diabetes. As fibras presentes nesses grãos ainda previnem a obstipação organismo. Para além disso, são uma fonte de energia, devido aos hidratos de carbono presentes, de vitaminas, a maior parte do complexo B e de outros minerais importantes: ferro, cálcio, magnésio, zinco, potássio e fósforo. Segundo os nutricionistas, a eficácia das leguminosas é ainda maior se se ingerirem na mesma refeição dois tipos diferentes, para equilibrar a ingestão de aminoácidos.

As leguminosas não são legumes. O termo legume refere-se às partes comestíveis das plantas. Já as leguminosas são tipos de plantas cujas sementes/grãos crescem em vagens: feijão, grão, ervilha, lentilha, soja, amendoim, tremoço, etc. Algumas espécies podem ser consumidas quando ainda verdes, como a ervilha, o feijão e as respetivas vagens. Outras podem ser utilizadas na forma germinada, como os rebentos de soja, de feijão, etc. A grande maioria, porém, é consumida na forma seca. As leguminosas são compostas por 50% de hidra- tos de carbono e cerca de 23% de proteínas, exceto a soja que possui 38%. A soja e o amendoim são oleaginosas (maior conteúdo lípido). Os feijões, a fava, o grão, o tremoço, a ervilha e a lentilha são não oleaginosas (menor conteúdo de gordura). O consumo de leguminosas é muito importante uma vez que estas apresentam qualidades nutricionais desejáveis. Para além disso, podem conservar-se por muito tempo na forma seca ou enlatada e são de fácil preparação.

&

No passado sábado, dia 8 de outubro, dinamizei dois workshops no Centro de Ciência de Angra do Heroísmo a convite da Associação para o Estudo do Ambiente Insular. A ação pretendeu sensibilizar crianças e adultos para a importância da inclusão das leguminosas na nossa alimentação. Foram momentos de interação e muita partilha! Obrigada a todas as participantes pela vossa presença e colaboração.

Se tiverem curiosidade em ver  os momentos e as receitas do workshop cliquem nos links abaixo.

workshop Cozinhar com Leguminosas

workshop Cozinhar com Leguminosas

Vou agora partilhar convosco uma das receitas elaboradas.

Bolachas de Grão-de-Bico e Chocolate (vegan; sem glúten)

cookies de chocolate e grão-de-bico

img_9088

Ingredientes

  • 1 chávena e meia de grão cozido
  • ½ chávena de manteiga de amendoim
  • 1/2 chávena de amendoim frito e salgado grosseiramente triturado
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavado
  • ⅓ chávena de xarope de ácer (utilizei caramelo líquido)
  • 1 colher de sopa de extrato de baunilha
  • ¼ de colher de chá de sal de mesa
  • ¼ colher de chá de fermento para bolos
  • ¼ colher de chá de bicarbonato de sódio
  • ½ chávena de pepitas de chocolate

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno a 200 C. Forre um tabuleiro com papel vegetal.
  2. Misture num processador todos os ingredientes  até estarem bem incorporado, exceto as pepitas de chocolate.
  3. Transfira a massa para uma tigela e adicione as pepitas de chocolate. Misture.
  4. Use uma colher de gelados, ou faça bolas de massa com as mãos e posicione-as bem afastadas umas das outras no tabuleiro.
  5. Decore com mais pepitas e metades de amendoim.
  6. Leve ao forno durante 20 a 25 minutos.

Dica para Bolachas em SOS:

Se preferir, prepare a massa de bolachas, coloque-a em película aderente, forme um rolo e congele. Quando desejar, retire-as do congelador, corte rodelas, coloque-as de imediato num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve a cozer. Terá bolachas quentinhas e prontas em 25 minutos.

cookies de chocolate e grão-de-bico

 

 

Tapenade com planta do gelo e bolacha de algas em dia de feriado

Hoje, comemoramos o feriado de 5 de outubro, que celebra a Implantação da República Portuguesa, datada de 1910, e o fim do regime monárquico então vigente. Este dia relembra também a assinatura do Tratado de Zamora em que Afonso VII de Leão e Castela reconhecia Portugal como reino independente em 1143.  Estas são duas boas razões para se trazer aqui hoje uma entrada dedicada a este país à beira-mar plantado. Eis uma sugestão bem marisqueira, que conjuga as anchovas, a azeitona e o azeite,  produtos tão portugueses e a planta do gelo, com notório sabor a frutos do mar.

Tapenade com planta do gelo e bolacha de algas

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)

(poderão encontrar esta tábua de servir na sua loja DeBORLA)

Ingredientes
• 200g de azeitonas pretas sem caroço
• 2 colheres de sopa de alcaparras
• 2 dentes de alho pequenos
• 10 colheres de sopa de azeite
• 1 limão (sumo e raspa)
• Sal q.b.
• Planta do gelo ( 2 raminhos para a tapenade e outros dois para decorar)- gentilmente cedida pela Quinta Biológica BioFontinhas

Preparação
Coloque numa picadora as azeitonas, as alcaparras, a planta do gelo – que incluirá um toque de sabor a mar- e os dentes de alho . Acrescente algumas raspas de limão, parte do sumo e o azeite. Triture e prove para conferir o sabor. Tempere com sal e ajuste o sumo e raspa de limão, se desejar. Decore com raminhos de planta do gelo. Sirva com bolachinhas de algas. Estas bolachas não contêm ovo, leite, aditivos, mas têm alto teor em fibra e em gorduras insaturadas. São adoçadas com melaço de cana. Vêm em embalagens de 4 saquetas com 4 bolachas integrais e são da marca Cem Porcento.

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)

Workshop Tapas Gourmet… na loja DeBORLA da Terceira

Ontem à tarde, dinamizei, na loja DeBORLA da Terceira, um workshop intitulado Tapas Gourmet. Apesar do calor que se fazia sentir, as diferentes sugestões de tapas foram sendo elaboradas com a ajuda preciosa dos participantes, que se voluntariaram para a execução das diversas receitas. Foi uma tarde Non-Stop à qual se seguiu a prova de degustação dos pratos confecionados.
Obrigada à empresa DeBORLA por confiarem neste meu gosto pela cozinha!

Gostaria também de agradecer aos proprietários da Salsicharia Tradicional Bísaro, sediada na aldeia de Gimonde, em Bragança, pela cedência de diverso fumeiro para degustação no workshop; ao amigo Avelino Ormonde, proprietário da Quinta Biológica Bio-Fontinhas por ter disponibilizado a planta do gelo e flores comestíveis; são sempre enriquecedores os momentos que passo com o Avelino e sua esposa; aprendo imenso com eles em termos de cultura biológica, variedade de plantas e seus benefícios.

Deixo um agradecimento muito especial ao meu vizinho Rodrigo Silva, proprietário da Quinta Biológica Ti Canoa, por me ajudar a enriquecer os workshops com apontamentos diferentes, desta vez materializados nas flores comestíveis, nas amoras, nos micro verdes de rabanete e de manjericão e no cuca melon (micro pepino), que acompanhou exemplarmente a entrada de truta salmonada, acrescentando-lhe ainda mais crocância, cor e sabor.

Partilho então convosco as fotos que tirei das tapas confecionadas.

&

Blinis com Anko (paté de feijão Azuki) com fumeiro da Salsicharia Transmontana Bísaro, nectarina e amora (da Quinta do Ti Canoa)

Colheres de massa folhada com paté de cavala e tomate seco com topping de anchova e micro manjericão

Colheres de massa folhada com paté de cavala e tomate seco com topping de anchova e micro manjericão

Colheres de massa folhada com paté de cavala e tomate seco com topping de anchova e micro manjericão

Falafel com maionese e kumquat

Falafel com maionese e kumquat

 

Falafel com maionese e kumquat

 

Fumeiro (lombinho, cachaço e salpicão) da Salsicharia Tradicional Bísaro com micro manjericão verde e roxo da Quinta do Ti Canoa

Fumeiro (lombinho, cachaço e salpicão) da Salsicharia Tradicional Bísaro com micro manjericão verde e roxo da Quinta do Ti Canoa

Fumeiro (lombinho, cachaço e salpicão) da Salsicharia Tradicional Bísaro com micro manjericão verde e roxo da Quinta do Ti Canoa

Hóstias de Camarão com queijo creme, truta salmonada e cuca melon (micro pepino da Quinta do Ti Canoa)

Hóstias de Camarão com queijo creme, truta salmonada e cuca melon (micro pepino da Quinta do Ti Canoa)

Hóstias de Camarão com queijo creme, truta salmonada e cuca melon (micro pepino da Quinta do Ti Canoa)

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)

Tapa de Camarão Picante com abacaxi e molho de manga (decoração com micro verdes de rabanete e hemmerocallis)

Tapa de Camarão Picante com abacaxi e molho de manga (decoração com micro verdes de rabanete e flor comestível)

Tapa de Camarão Picante com abacaxi e molho de manga (decoração com micro verdes de rabanete e flor comestível)

 

Barcos à vela

Com a aproximação do verão, os dias querem-se descomplicados e relaxantes. As refeições seguem, por norma, este ritmo, sendo a sugestão de hoje uma deliciosa entrada que agrada a adultos e crianças e enfeita uma mesa, mesmo que esta não se caracterize por pratos elaborados, mas que aposte no sabor e no lema de que “os olhos são os primeiros a comer”.

Bruschetta de pasta de tomate seco, queijo Philadelphia e morangos

Barcos à vela de tomate seco, queijo creme e morangos

Para executar esta receita irá necessitar dos seguintes ingredientes:

  • Queijo creme (Philadelphia)- pode substituir por queijo fresco
  • Pão de baguete ou tostas Dulcesol de tomate e orégãos
  • Pasta de tomate seco
  • Morangos laminados

Preparação

  • Fatie pão de baguete e leve a torrar no forno ou na torradeira. Deixe arrefecer um pouco. Eu optei por utilizar tostas da marca Dulcesol de tomate e orégãos.
  • Barre o centro de cada torrada com pasta de tomate seco (para obter esta pasta, compre um frasco de tomate seco em azeite e ervas e leve a triturar todo o seu conteúdo até formar uma pasta)
  • Barre depois com um pouco de queijo creme ou disponha uma fatia de queijo fresco em cima da pasta de tomate seco.
  • Termine com morangos laminados (como que a simular a vela de um barco) ou então cortados aos pedacinhos ou às rodelas e decorados com folhas de manjericão.

Barcos à vela de tomate seco, queijo creme e morangos