Madalenas sem glúten e sem lactose… e de uva-da-serra

Na foto estão representadas as quatro receitas que desenvolvi num workshop que realizei há pouco tempo, cuja temática incidiu sobre sobremesas sem glúten e sem lactose. As receitas confeccionadas  foram as seguintes: bolachas de tâmaras, waffles de aveia,  sobremesa de gelatina com leite de coco e morangos e as madalenas com uva-da-serra, o famoso mirtilo açoriano, cuja receita partilho hoje. São ideais para acompanhar um café ao pequeno-almoço, ao lanche ou até para incorporarem a marmita da praia.

Boas férias!

3 Ingredientes

  • 3 ovos
  • 100 g de açúcar
  • 25 g de amido de milho (maizena)
  • 175 g de farinha de arroz ou Schar bolos
  • 100 g de manteiga
  • 10 g (ou meia colher de sopa) de fermento sem glúten
  • Raspa de laranja ou limão
  • Extrato de Baunilha

Batem-se as claras em castelo. Reservam-se.

Batem-se as gemas com o açúcar e com a margarina. Junta-se a baunilha, o sal e a raspa de laranja.

Adiciona-se metade da farinha e do leite.

Junta-se o fermento e o bicarbonato. Mexe-se bem.

Termine com o resto do leite e da farinha. Bata novamente, mas pouco.

Envolva as claras em castelo com uma colher de pau

Coloca-se uma colher de massa na forma de papel, dentro de uma forma de alumínio, 4 ou 5 bagas de uva-da serra, outra colher de massa, terminando com mais 4 ou 5 bagas.

Levar ao forno pré-aquecido até cozer, mas sem deixar secar. Cerca de 20 a 25 minutos.

Deixe arrefecer os pequenos queques e polvilhe-os com açúcar em pó na hora de servir.

O bolo das formigas

Este bolo caracteriza-se por ser o mais adorado cá em casa: o denominado Bolo Formigueiro, porque o seu interior é pintalgado com missangas de chocolate, que se assemelham a formigas. Com o objetivo de lhe conferir um ar mais festivo, utilizei missangas douradas como topping da cobertura de leite condensado cozido. Garanto-vos que a combinação deste bolo com esta cobertura não desagradará. É a combinação perfeita!

Bolo formigueiro

2

3

Ingredientes

  • 2 chávenas de farinha
  • 2 chávenas de açúcar
  • 4 ovos
  • 100 g de manteiga
  • 100 g de coco
  • 300 ml de leite de coco
  • 100 g de chocolate granulado
  • 1 colher de sopa rasa de fermento
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio

Preparação

Batem-se as gemas com a manteiga e o açúcar até se obter uma mistura esbranquiçada.

Junta-se o coco e o leite de coco e bate-se muito bem.

Vai-se adicionando aos poucos a farinha, o fermento e o bicarbonato.

Adiciona-se o chocolate granulado e mexe-se novamente.

Por fim, juntam-se as claras batidas em castelo e envolvem-se com uma colher de pau.

Vai a cozer a 200 ºC, em forno previamente aquecido, cerca de uma hora se a forma não for de  buraco. Se for, coze em 45 minutos.

Cobertura

  • 1 lata de leite condensado cozido
  • 100 g de chocolate de culinária

Derrete-se o chocolate em banho-maria (ou no micro-ondas) e mistura-se com o leite condensado até se obter uma cor uniforme.

Coloca-se a cobertura com o bolo já arrefecido.

Em Dia Internacional do Celíaco…

1

Confecionei recentemente esta sobremesa num workshop dedicado a sobremesas sem glúten e sem lactose. Sabia que era uma receita garantida por vários fatores: pelo grau de facilidade, pelo sabor, e por ser apelativa.  Decidi fazê-la com morangos, mas estes podem ser facilmente substituídos por outros frutos, desde que se proceda à correspondência com as respetivas gelatinas. Com frutos do bosque, pêssego e frutos tropicais, como a manga, resulta também muito bem. Se optarem por utilizar kiwi ou ananás terão de dar uma fervura aos frutos com uma colher ou duas de açúcar, e deixá-los arrefecer, antes de os adicionarem ao leite de coco. Se não pretenderem fazer esta sobremesa com o copo inclinado, poderão verter a gelatina para um recipiente refratário quadrado ou retangular, cortá-la em cubos, depois de solidificada, e misturá-a no preparado de mousse de leite de coco, fruta e chia.

Sobremesa de Morango e Gelatina com Leite de Coco e Sementes de Chia

  • 1 pacote de gelatina de morango
  • 1 lata de leite de coco
  • 1 chávena de morangos
  • Morangos para a decoração
  • Aroma de baunilha
  • Mel ou açúcar a gosto
  • 1/4 chávena de sementes de chia
  • Amêndoa aos pedacinhos torrada

 

Faz-se a gelatina de morango de acordo com as instruções da embalagem. Coloca-se em copos que se guardam inclinados no frigorífico até que a gelatina solidifique (num tabuleiro com arroz ou leguminosas secas para que segurem o copo na posição pretendida).

Começam-se por triturar os morangos com o leite de coco. Adoça-se com açúcar ou mel a gosto. Aromatiza-se com aroma de baunilha. Mistura-se as sementes de chia e mexe-se.

Depois de solidificada a gelatina, despejam-se colheradas desta mousse na parte vazia do copo. Leva-se ao frigorífico um mínimo de 4 horas. Decora-se com pedaços de morango na hora de servir e frutos secos torrados e aos pedacinhos.

 

Gelado de Chocolate-Mousse

IMG_6593

 

Este gelado tem uma história caricata.

Não era para ser gelado.

Foi preparado para ser uma mousse que seria servida aos convidados no aniversário da minha filha. Porém, e como é habitual em dias de festa haver várias sobremesas, esta ficou simplesmente esquecida no frigorífico, até ser descoberta ao final da noite ao acomodarmos as sobras da festa. Lá estava ela na prateleira numa tigela de pé em cristal linda de morrer, mas que nessa noite não atingiu o estrelato. Esta mousse de chocolate acabou por ser a sobremesa do almoço do dia seguinte e transformou-se em gelado porque ao colocá-la num recipiente mais pequeno o meu filho inadvertidamente a colocou numa das gavetas do congelador em vez de na prateleira do frigorífico. O resultado está à vista. Resultou num gelado cremoso e irresistível.

3

6

Ingredientes

  • 400 g de chocolate de culinária Pantagruel
  • 12 ovos
  • 200 g de açúcar branco
  • 2 colheres de sopa, bem cheias, de manteiga com sal
  • 1 colher de sopa de aroma de baunilha

Preparação

  • Bater o açúcar, o aroma de baunilha e a manteiga com a batedeira até desaparecer o granulado do açúcar.
  • Juntar, de seguida, uma a uma, as gemas, continuando sempre a bater até se obter um creme esbranquiçado.
  • Adicionar o chocolate, previamente derretido em banho-Maria.
  • Bater as claras em castelo e adicioná-las aos poucos no preparado anterior.
  • Levar ao congelador de um dia para o outro.
  • Retirar do congelador 15 minutos antes de servir.
  • Acompanhar com amendoim tostado com mel e sal.

Pudim de Castanha

Com a mudança do horário de verão para o de inverno, os dias ganharam luz cedinho e perderam-na ao fim da tarde. Confesso que preferia manter o horário anterior, porque, desta forma, as tardes luminosas terminam às cinco da tarde, o que condiciona a reportagem fotográfica das receitas, já que prefiro que estas sejam captadas com luz natural. A única vantagem desta mudança de hora prende-se somente com o facto de termos passado a jantar e a deitar mais cedo.

Com a chegada dos dias mais curtos vai-se sentindo a antecipação do São Martinho. As castanhas, fruto eleito desta época, já estão disponíveis nas bancas dos mercados, e a vontade de comê-las aumenta. Como temos um castanheiro no nosso pomar, todos os anos somos brindados com castanhas. Apesar de a árvore ainda ser jovem, esta nunca nos desilude e dá-nos castanhas bem docinhas.

E que comece a comemoração do São Martinho com este pudim de castanha com um leve toque de chocolate!

Pudim de Castanha

Pudim de Castanha

Pudim de Castanha

Ingredientes

  • 4 ovos
  • 1 lata de leite condensado
  • 600 g de castanhas cozidas
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 500 ml de leite
  • 30 g de cacau em pó (usei 15 g)
  • Caramelo líquido

 

Preparação

Coza as castanhas, descasque-as e reduza-as a puré no copo do seu robô de cozinha ou com a varinha mágica.  Poderá utilizar parte do leite para que a tarefa fique facilitada.

Coloque todos os ingredientes, com exceção do caramelo líquido, num copo liquidificador, ou no copo do seu robô de cozinha, e misture tudo muito bem.

Deite o preparado numa forma para pudim, previamente caramelizada, e leve a cozer em banho-maria, em forno pré-aquecido, durante 50 minutos. Verifique a cozedura com recurso ao teste do palito.

Deixe arrefecer e leve ao frigorífico.

Retire do frigorífico cerca de meia hora antes de servir. Desenforme para um prato que suporte a calda de caramelo.

 

Eu servi o pudim neste maravilhoso prato de pé que adquiri nas Lojas DeBORLA. Sabiam que a coleção de Natal já está exposta na loja? Eu estive lá ontem e tive de me controlar para não trazer a loja comigo para casa!

Pudim de Castanha

Pudim de Castanha

Uma brincadeira de Halloween!

O tema das “cabeças gelatinosas” surgiu ontem enquanto eu e a minha filha folheávamos um livro intitulado “Petiscos Festivos”, que comprámos o ano passado.
Como no armário despenseiro e na fruteira reuníamos todos os ingredientes, avançámos de imediato com a primeira fase da receita. Afinal era véspera de fim de semana e havia mais tempo para embarcarmos em art attacks! Lemos as duas, cuidadosamente, a receita, mas decidimos fazer algumas modificações. Optámos por utilizar gelatina sem adição de açúcar, muito mais saudável. Tratámos, de seguida, de fazer a gelatina de framboesa, uma embalagem com duas saquetas, de acordo com as instruções do pacote, mas substituindo também a adição de água fria por sumo de frutos vermelhos. Colocámos a gelatina num pyrex e levámo-la a pernoitar no frigorífico. Hoje, de manhã, e com uma faca, transformámos o lençol de gelatina em mil cubinhos, com cortes horizontais e verticais. Abrimos uma tampa no cimo de duas laranjas e, com cuidado, retirámos a polpa e o sumo de duas laranjas. Depois, veio a fase mais divertida quando começámos a esculpir os olhos e a boca da nossa cabeça gelatinosa. Por fim, enchemos as cabeças com a gelatina de framboesa e começámos a montar o cenário para as nossas fotos com lanternas em forma de abóboras, velas e aranhas ao jeito halloweenesco!

Esta atividade, muito divertida, fácil de preparar, é ideal para buffets de Halloween. Se for uma festa só para adultos, pode fazer uma variante da receita com álcool, acrescentando um pouco de vodka à gelatina (100ml de vodka) por cada embalagem. A água indicada no pacote poderá ser substituída por sumo de laranja. Poderão ainda alterar a gelatina e a bebida espirituosa. Outra conjugação interessante é gelatina de tutti-frutti e Pisang Ambon.

Happy Halloween!

Cabeças gelatinosas

diapositivo1

Halloween

Halloween

Halloween

halloween

LET THE PARTY BEGIN!

HALLOWEEN

HALLOWEEN

 

HALLOWEEN

Outras ideias  giras aqui e aqui.

Marmelos assados com vinho do Porto e especiarias

Já há imenso tempo que pretendia fazer uma receita com marmelos. Queria que fosse algo que não a simples marmelada, apesar de gostar imenso dela. Lembrei-me do blogue da Isabel Rafael, o inspirador  Cinco Quartos de Laranja, pois tinha a ideia de por lá já ter visto publicadas algumas receitas com este fruto. A pesquisa conduziu-me até a um post que compilava vinte receitas onde o marmelo estava presente. Comecei a clicar nos links e a desfolhar as receitas: umas mais simples e outras mais desafiantes. Depois, pensei que o melhor mesmo seria começar a aventura com este fruto através de uma receita descomplicada: a de marmelos assados com vinho do Porto e especiarias.

Aprovadíssima!

E viva o outono e os seus frutos!

marmelos assados com vinho do porto e especiarias

marmelos assados com vinho do porto e especiarias

Ingredientes

  • 3 marmelos
  • sumo de 1 limão
  • 2 dl de água
  • 4 colheres de sopa de açúcar mascado escuro (usei claro)
  • 1 dl de vinho do Porto
  • 1 pau de canela (substitui por uma colher de café de canela em pó)
  • 1 estrela de anis (coloquei duas)

Preparação

1. Colocar o sumo de limão, a água, o açúcar, o vinho do Porto, a canela e o anis num tacho. Levar ao lume e deixar ferver uns minutos.

2. Cortar os marmelos ao meio. Deixar a casca. Retirar as sementes.

3. Numa assadeira, dispor os marmelo com os cortes para cima e regar os marmelos com a calda de açúcar, vinho do Porto e especiarias.

4. Levar a assar em forno pré-aquecido a 200 ºC durante 60 minutos. Durante a assadura virar os marmelos e regá-los com o molho.

Sugestão de acompanhamento:

Servir os marmelos assados com uma bola de gelado de baunilha.

marmelos

marmelos

marmelos assados com vinho do porto e especiarias