Workshop Prendas de Natal Comestíveis…Parte 1

O workshop de sábado passado iniciou-se às 15.00 com casa cheia. Foi uma alegria enorme voltar à loja DeBorla para passar uma tarde interativa e divertida a confecionar e demonstrar prendas de Natal comestíveis. As sugestões de prendas de natal foram bastante variadas, como poderão ver no link abaixo.  Os rebuçados foram definitivamente  os reis do workshop e a tarde decorreu envolta em  morango e de especiarias.

Obrigada pelo vosso olhar atento, pelas mãos que se ofereceram para esticar os rebuçados e decorar bolachinhas de especiarias.

Obrigada pela vossa presença sempre encantadora!

As sugestões confecionadas irão sendo divulgadas no blogue ao longo desta e da próxima semana, uma vez que têm sido muitas as pessoas que me têm contactado a solicitar as receitas. São, sem dúvida, prendas individualizadas e muito económicas.

link

Açúcar aromatizado com limão

(ideal para confecionar bolos, biscoitos ou para aromatizar o chá)

Açúcar aromatizado com limão_foodwithameaningAçúcar aromatizado com limão_foodwithameaning

(Frasco adquirido na Loja DeBorla)

  1. Juntar 10 partes de açúcar para uma do aromatizante (côco, citrinos, baunilha, canela, cardamomo, anis, alfazema, etc.)
  2. Pisar o produto aromatizante num almofariz e peneirar (neste caso a canela e o cardamomo); raspar a casca dos citrinos; misturar; guardar em frascos, em lugar seco, cerca de 10 dias antes da primeira utilização.

Azeite aromatizado 

(para temperar saladas, batata cozida ou assados)

Azeite aromatizado e curtume de perrejil_foodwithameaning

(Recipiente com azeite aromatizado disponível na Loja DeBorla)

Receita 1.

Coloque dentro de cada frasco um dente de alho esmagado, uma folha de louro, uma colher de sopa de pimenta rosa, dois cravinhos e um pé de rosmaninho. Encha os frascos com azeite e deixa repousar umas 2 ou 3 semanas para incorporar melhor os aromas.

 Receita 2.

Coloque dentro de cada frasco um dente de alho esmagado, uma folha de louro, malaguetas (piripiri), pimenta da Jamaica e folhas de manjericão. Encha os frascos com azeite e deixa repousar umas 2 ou 3 semanas para incorporar melhor os aromas.

 

Curtume de perrejil 

(para acompanhar batata cozida em pratos de peixe)

curtume de perrejil_foodwithameaning

Depois da apanha da planta, que deve ser efetuada quando esta estiver verde e viçosa, separa-se a flor da planta, apenas utilizando para o curtume as folhas. Lavam-se as folhas, mergulhando-as numa bacia com água para lhes retirar alguma possível sujidade.

Preparam-se os frascos, esterilizando-os numa panela com água a ferver.

Escorre-se a planta e cortam-se com os dedos pequenos raminhos com duas, três ou quatro folhas cada.

Colocam-se dentro dos frascos com cebolinhas pimento vermelho, malaguetas, dentes de alho, louro e pimenta da Jamaica.

Enchem-se os frascos com vinagre de vinho e fecham-se.

O curtume está pronto a comer quando a planta estiver com um tom verde azeitona.

Curtume de Algas dos Açores 

(autoria Quinta da Vinagreira)

Curtume de Algas

Sal aromatizado 

(para temperar carne ou peixe)

Sal aromatizado_foodwithameaning

(Frasco hermético da Loja DeBorla)

Preparação em robô de cozinha

Receita 1.

No copo de um robô de cozinha, colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de piripiri, 1 colher de chá de pimenta preta moída ou em bagas, 2 folhas de louro, sem o veio central, grãos de mostarda, duas colheres de sobremesa de pólen e dois cravinhos. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.

Receita 2.

No copo de um robô de cozinha, colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de pimenta rosa, 1 ramo de alecrim e outro de tomilho. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.


Modo tradicional
(em almofariz): esmagar as especiarias no almofariz; reservar; esmagar o sal até que fique com a consistência desejada. Juntar tudo e envolver. Colocar em frascos e guardar.

 

Daqui a alguns dias, publico mais sugestões confecionadas no workshop.

Anúncios

Mimos para a Mãe

Como vos disse no post anterior, o passado sábado foi dia de workshop no DeBorla-Terceira. Desta vez, esta iniciativa foi inteiramente dedicada às mães. Estiveram presentes algumas pessoas que conheci em workshops anteriores, e que têm repetido a experiência, e outras pessoas que tive o prazer de encontrar pela primeira vez. Como já vem sendo hábito, todas as participantes inscritas, e não inscritas, participaram no workshop de diversas formas: seguindo atentamente as instruções, ajudando na preparação das receitas, colocando questões, trocando impressões comigo e com as amigas que as acompanharam. Foi um fim de tarde de partilha de saberes e experiências na cozinha.

As sugestões de prendas para a mãe foram as seguintes:

Bombons de morango

bombons de morangobombons de morango

Bombons de morango

(100 g de chocolate rendem cerca de 12 bombons)

Partir uma tablete de chocolate branco aos pedaços; colocar o chocolate numa taça de vidro e levar a derreter em banho-maria ou no micro-ondas. Se optar por derreter o chocolate no micro-ondas, deverá respeitar intervalos de 30 segundos, mexendo sempre vigorosamente entre as sessões (3 no máximo)

Adicionar ao chocolate corante em gel e mexer até se obter cor uniforme.

Colocar a mistura em formas de silicone. Encher até 2/3. Colocar 2 ou 3 pedacinhos muito pequenos de morango fresco. Acabar de encher a forma. Agitar ligeiramente os bordos da forma para o chocolate assentar e serem libertadas possíveis bolhas de ar que tornarão o chocolate inestético.

Açúcar aromatizado

açúcar aromatizado com canela e cardamomo

Açúcar aromatizado com canela e cardamomo

Juntar 10 partes de açúcar para uma do aromatizante (baunilha, canela, cardamomo, anis, alfazema, etc.)

Pisar o produto aromatizante num almofariz (neste caso a canela e o cardamomo, este último já sem casca);  peneirar e guardar em frascos, em lugar seco, cerca de 10 dias antes da primeira utilização.

&

Beijinhos de amêndoa e côco

Beijinhos de amêndoa e côcoBeijinhos de amêndoa e côcoBeijinhos de amêndoa e côco

Beijinhos de amêndoa e côco

180 g de côco

140 g de amêndoa picada torrada

1 lata de leite condensado

Torrar a amêndoa ligeiramente (no forno ou na frigideira); deixar arrefecer totalmente.

Triturar a amêndoa no 1,2,3 ou no robô de cozinha até ficar em pó.

Misturar o côco, a amêndoa e o leite condensado muito bem.

Fazer bolinhas e envolvê-las em côco ralado simples ou colorido.

 

Dica:

Como colorir côco ralado em poucos minutos?

Colocar o côco dentro de um frasco, juntar um pouco de corante em gel, fechar o frasco e agitar muito bem até que a cor fique uniforme.

&

Esfoliante de açúcar mascavado, mel e lima

esfoliante de açúcar mascavado mel e lima

Esfoliantes

  • Esfoliante facial e corporal de açúcar, mel e lima

Misture 2 colheres de sopa de mel com 2 colheres de sopa de açúcar  e raspa de meia lima.
Passe sobre o rosto e/ou no corpo massajando com movimentos circulares.
Deixe agir por alguns minutos e enxague com água fria.

 

  • Esfoliante corporal de açúcar mascavado e azeite

Misture duas colheres de sopa de açúcar mascavado, duas colheres de sobremesa de  farelo de trigo, sumo de meio limão e duas colheres de sopa de mel ou de azeite.
Aplique no corpo com movimentos suaves e circulares massajando por 1 minuto. Enxague com água fria.

 

&

Sal aromatizado

sal aromatizadosal aromatizadosais e azeite aromatizados

Sais aromatizados

– Preparação em robô de cozinha

Receita 1.

No copo de um robô de cozinha, colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de piripiri, 1 colher de chá de pimenta preta moída ou em bagas, 2 folhas de louro, sem o veio central, grãos de mostarda, duas colheres de sobremesa de pólen, duas colheres de sopa de alho em pó e dois cravinhos. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.

 

Receita 2.

No copo de um robô de cozinha, colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de pimenta rosa, 1 ramo de alecrim e outro de tomilho. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.


– Modo tradicional
(em almofariz): esmagar as especiarias no almofariz; reservar; esmagar o sal até que fique  com a consistência desejada. Juntar tudo e envolver. Colocar em frascos e guardar.

 

Dica: poderão apenas triturar todos os ingredientes com os 50 g de sal inicial e não juntar o restante sal. Ficarão com um mix muito aromático para temperar carnes várias. Será então necessário conferir o tempero de sal posteriormente, quando estiverem a desenvolver a vossa receita.

&

Azeite aromatizado

azeite aromatizado

Azeites aromatizados

Receita 1.

Coloque dentro de cada frasco um dente de alho esmagado, uma folha de louro, uma colher de sopa de pimenta rosa, dois cravinhos e um pé de rosmaninho. Encha os frascos com azeite e deixa repousar umas 2 ou 3 semanas para incorporar melhor os aromas.

Receita 2.

Coloque dentro de cada frasco um dente de alho esmagado, uma folha de louro, malaguetas (piripiri), pimenta da Jamaica e folhas de manjericão. Encha os frascos com azeite e deixa repousar umas 2 ou 3 semanas para incorporar melhor os aromas.

 

Nota. Os recipientes para os sais, azeites e esfoliantes poderão ser decorados com fitas de cetim em forma de laço e com rótulos decorativos com a descrição do conteúdo dos frascos. Os bombons e os beijinhos poderão ser oferecidos em pequenas caixinhas decoradas com um laço de cetim.

 

Votos de uma Excelente Semana!

Patrícia

Salada de tomate à italiana

Neste tempo em que há muita abundância de tomate, as saladas deste fruto têm sido uma constante aqui por casa. Optamos por comê-las em primeiro lugar e só depois apreciamos o segundo prato. A linha agradece. Depois da salada cometemos menos excessos porque o apetite fica praticamente satisfeito só com ela. À tradicional salada italiana com tomate, queijo mozzarella e manjericão, resolvemos acrescentar rodelas de pepino, também aqui da horta. O azeite fez o resto. Nada mais simples e saboroso.

salada de tomate à italiana

Ingredientes

tomate “coração de boi”
pepino
queijo mozzarella seleção (marca continente)
azeite aromatizado com orégãos
sal de mesa
vinagre balsâmico de champanhe

Preparação

1.Lava-se o tomate, corta-se às rodelas e dispõe-se numa travessa.
2.Descasca-se o pepino, corta-se às rodelas e coloca-se por cima de cada rodela de tomate.
3.Fatia-se o queijo mozarella às rodelas e coloca-se uma fatia por cima de cada rodela de pepino.
4.Decora-se cada montinho com uma folha, ou meia folha, de manjericão.
5.Rega-se com azeite aromatizado (ou simples).
6.Polvilha-se com sal de mesa.
7.No momento de servir, rega-se com vinagre balsâmico.

Esta salada serviu de acompanhamento a um rodeão de novilho assado na brasa.

Arroz de búzio e garoupa num dia lindo

 

Os dias têm estado  esplêndidos. As noites também, acompanhadas por luares luminosos. O mar voltou a convidar a banhos. Desta vez apenas os homens da casa se aventuraram pelas águas salgadas. Ficámos as duas a vê-los carregar o carro com o material da pesca-submarina e revestimo-nos de uma vontade imediata de irmos com eles para a costa. Saíram cedo. Contivemo-nos e vimo-los desaparecer na curva da estrada. Também tínhamos os nossos planos, projetos no feminino que se materializaram numa manhã de sábado nas compras. Só as mulheres conseguem perceber o frufru dos sacos e o entra e sai das lojas. Só as mulheres conseguem ter paciência para experimentar cem peças de vestuário e mil pares de sapatos. Chegámos as duas a casa com uma vontade iminente de pendurar nos cabides as roupas novas. Atos irreflectidos que o género masculino não consegue experienciar. Reparámos logo que nos tínhamos demorado mais do que a conta. Eles já estavam em casa. No alguidar, o pescado luzia de tão fresco. Havia agora que dar destino às garoupas, aos salmonetes, aos polvos e aos búzios. Os polvos foram limpos e congelados para ficarem mais tenros. Parte das garoupas e dos salmonetes tiveram a grelha como destino. O pai dos búzios e os filhos, os búzios mais pequenos, contribuíram no dia seguinte para um arroz que soube mesmo a maresia.

Arroz de búzios e garoupa

Ingredientes para 4 px

1 búzio grande e uma dúzia de pequenos

1 chávena de arroz

3 chávenas da água coada da cozedura da garoupa e dos búzios

1 garoupa pequena

1 copo de vinho branco

3 dentes de alho

1 cebola média

1,5 dl de azeite

pimenta branca

1 folha de louro

1 tomate maduro

salsa fresca picada

3 folhas de manjericão

flor de sal aromatizada com pólen

Modo de Confeccionar

1. Colocam-se os búzios e a garoupa num tacho com água a ferver e deixa-se cozer. O peixe cozerá em cerca de 10 minutos depois da água ter levantado fervura. Os búzios terão de ficar mais tempo. Vai-se experimentando com um espeto de metal até estes se soltarem das respetivas conchas. Coa-se a água e reserva-se.

2. Limpa-se o peixe de peles e espinhas. Reserva-se.

3. Refoga-se em azeite a cebola e o alho, picados de forma miudinha.

4. Adiciona-se o tomate picadinho.

5. Colocam-se os temperos, a salsa picada e as folhas de manjericão. 

6. Juntam-se as chávenas da água coada da cozedura e o copo de vinho branco e deixa-se ferver.

7. Adiciona-se o sal.

8. Junta-se o arroz.

9. Quando o arroz estiver quase cozinhado, juntam-se os búzios e o peixe desfiado, envolvendo-os no arroz.

10. Polvilha-se com salsa picada. Decora-se com um raminho de manjericão.

Este arroz ficou um delícia!

O mérito da apanha e da confeção desta receita é todo do meu marido.

Abaixo encontram-se outras receitas de arroz já publicadas por mim aqui e no receitas ao desafio.

arroz de proteína

arroz de lapas

arroz de cenoura e repolho

arroz cantonês da Actifry

arroz de pato

arroz de delícias e açafrão

arroz de couve

arroz de peixe com pimentos assados e funcho

arroz marroquino

Continuação de bons cozinhados!

Casa do Sal… o meu obrigado

Sempre me perguntei porque,  aqui nos Açores, nunca foram criadas salinas, uma vez que temos tanto mar à nossa volta.

Uma salina é, basicamente, um conjunto de reservatórios que se destinam a receber água salgada, evaporando-a e retendo o sal que nela vem dissolvido.  Cá nas ilhas temos muitos reservatórios para a água da chuva, desde os tradicionais tanques nas casas, aos dos pastos e às lagoas artificiais que, por sua vez, também servem a lavoura. Então porque não se criam depósitos para a água salgada?  Sem recorrer a nenhuma base ciêntífica, ou investigação, conjeturei  uma possível razão para a inexistência de salinas aqui nas ilhas. Matéria-prima, ou seja, água salgada, não escasseia. Pensei então que como as salinas são construídas em grandes áreas planas, a formação geológica do arquipélago, irregular e acidentada, invalidaria a existência das mesmas.  Não sei se esta interpretação é válida.

O propósito deste post não é, porém, conjeturar sobre o atrás referido mas agradecer à Casa do Sal da Figeira da Foz o envio destas embalagens de sal.

Aproveitei a flor de sal com pólen para imprimir um toque diferente a esta salada.

Salada de tomate e beldroegas com flor de sal

Cortei em gomos dois tomates médios.

Descasquei um pepino pequeno.

Cortei cebola roxa às rodelas.

Salpiquei com folhas de beldroega.

Temperei com azeite, um pouco de vinagre e flor de sal com pólen de abelhas.

Esta é uma salada muito simples, mas tem sido a nossa eleita esta verão.

 

Obrigada, Casa do Sal, pelas embalagens.

Obrigada Andreia pelos tomates.

 

Outro sal, aqui.

Sal aromatizado em Dia Internacional da Mulher (?!)

Ela é mulher, mãe, esposa, profissional, gestora do lar. Ela é quem acarinha, aconchega, ouve, aconselha, organiza, arruma, limpa, cozinha. Ela é quem planifica o dia seguinte e os vindouros, quem aglomera um turbilhão de afazeres na mente e em listas intermináveis, quem executa mil tarefas ao mesmo tempo.
Ela é a guerreira que quando antevê descanso assiste ao fim do dia.

Será mesmo necessário um dia internacional para enaltecer a Mulher e tudo o que ela faz?

Percebo no entanto as razões que levaram à institucionalização deste dia. Tenho consciência que muitas mulheres ainda sofrem injustiças sociais em todos os países do mundo quer sejam estes mais ou menos desenvolvidos. Sei que muitas mulheres não são apoiadas pelos maridos, através da partilha das tarefas domésticas e da educação dos filhos.

Resolvi então aromatizar este dia com sal, pois as mulheres são o sal da vida dos filhos, dos maridos, da casa. Sem elas tudo seria insulso. Tenho ou não razão?

Sal aromatizado com louro, piri-piri e pimenta preta

No copo da bimby colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de piri-piri, 1 colher de chá de pimenta preta moída e 2 folhas de louro sem o veio central. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.