Batido de kefir e uva da serra

Quero dias cor-de-rosa
Quero dias azuis
Quero mares calmos.
Quero ar livre, descanso e calor
Chega de frio
Chega de vento
E chega de dias molhados de cinzento

Batido de kefir e uva da serra_foodwithameaning

O kefir é presença obrigatória em todos os meus pequenos almoços.
Normalmente consumo-o puro com granola. Outras vezes, adoço-o com frutas, mel ou compotas.
Esta combinação que hoje trago é uma das minhas favoritas. Não sendo a altura das bagas de uva da serra, optei por fazer o batido com uma porção desta fruta congelada. Igualmente delicioso.
Poderão optar por quaisquer outros frutos, mas pessoalmente elejo os frutos vermelhos os silvestres e os tropicais.

Vamos então à humilde receita.

Ingredientes para um copo

300 ml de kefir (de 24 horas)
2 colheres de sopa de bagas
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de compota de frutos silvestres ou vermelhos

Coloca-se todos os ingredientes no copo da varinha mágica ou num copo liquidificador e tritura-se até se obter a consistência desejada.

Batido de kefir e uva da serra_foodwithameaning

Experimentem este batido fresquinho. Ainda fica mais saboroso.

Outra sugestão de batido com kefir/quefir.

Panquecas com kefir

Anúncios

Panquecas de quefir para o lanche

Panquecas de quefir

Como já afirmei no post em que publiquei a receita do batido de tamarilhos, o quefir tem sido presença obrigatória ao meu pequeno-almoço. Sabendo dos benefícios que a ingestão do quefir traz à nossa saúde, especialmente se for utilizado em cru, decidi incluí-lo nos ingredientes destas panquecas, as quais foram aprovadíssimas pelos comensais cá de casa. Por isso, decidi partilhá-las convosco.

Ingredientes
– 2 ovos
– 300 g de farinha com fermento
– 2 colheres de sopa de maizena
– quefir q.b. (até se obter a consistência desejada)
– 2 colheres de sopa de açúcar
– 1 pitada de sal
– essência de baunilha a gosto

Preparação tradicional e na Bimby

Triturei todos os ingredientes com a varinha mágica. Poderão também utilizar a Bimby. Coloquem a borboleta e marquem 2 minutos na velocidade 4.

Depois é só colocar o preparado, concha a concha, numa frigideira anti-aderente em lume brando, esperar que cozam de um lado e de outro.

Quando trouxe as panquecas para a mesa, decidimos barrá-las com compota de abóbora assada e especiarias, receita que publicarei muito brevemente.