Taste in Adegas 2017…Take 1

 

Quando pensamos na ilha do Pico, associamos o modo de vida dos picoenses à cultura das adegas. São muitas as famílias que possuem uma adega, quase sempre junto ao mar. A definição convencional de adega, parte de uma casa, geralmente subterrânea, onde se guarda vinho, azeite e outras provisões,  não caracteriza a amplitude do conceito de “adega” picoense. Partilha do facto de ser um armazém, em ponto pequeno, da produção de vinho, aguardentes e licores provenientes de cada família, mas é, sobretudo, uma pequena casa em pedra basáltica, muitas vezes com uma divisão apenas, que alberga os barris e e os garrafões com as produções vitivinícolas de cada família, um espaço rústico de cozinha e algumas zonas de descanso, sempre com uma mesa a meio para receber os amigos. É um espaço onde se conjugam sabiamente os vinhos e as aguardentes com petiscos típicos, como as lapas grelhadas, o caranguejo frito, o caldo de peixe, sempre acompanhados com o tradicional bolo de milho. Visitar a ilha do Pico sem fazer uma viagem enogastronómica a uma adega é deixar algo muito importante para trás, uma vez que as adegas sempre foram a sala de visita do picaroto.

Com o intuito de dar a conhecer uma rota de vinhos e petiscos, a ADELIAÇOR promoveu este ano, a 7, 8 e 9 de julho, e na ilha do Pico, a quinta edição do Taste in Adegas, um dos maiores eventos enogastronómicos dos Açores. Este ano estiveram em prova 15 vinhos de 5 produtores certificados em 4 locais de degustação – Adega a Buraca, Curral Atlantis, Cooperativa Vitivinícola da ilha do Pico e Azores Wine Company. Estiveram à prova vinhos brancos, tintos, rosés e licorosos, produzidos pelos produtores do Pico, nas adegas, vinhas e winehouses aderentes. A edição deste ano contou com a colaboração da Escola de Formação Turística e Hoteleira de Ponta Delgada e foi co-financiada pelo PRORURAL+.

Iniciativas como o Taste in Adegas, para além de serem um roteiro de divulgação dos vinhos do Pico, promovem a importância da cultura da vinha e do seu património, já classificados pela UNESCO como património da humanidade.

Sem querer perder esta oportunidade única de degustação, selecionei, nesta edição duas adegas localizadas no Concelho de Madalena: a Curral Atlantis e a Cooperativa Vitivinícola da ilha do Pico. Hoje dedico a reportagem aos vinhos Curral Atlantis.

Embarquei numa aventura que apelou aos 5 sentidos. Provei os vinhos temperados de maresia e conheci os seus produtores. Momentos inesquecíveis. Venham comigo!

Diapositivo2

Diapositivo1

Diapositivo3

Diapositivo4

Diapositivo5

Diapositivo7

Diapositivo6

Diapositivo9

 

Diapositivo1

Diapositivo2

 

Waldorf de morango com tártaro de veja e maionese de coentro

acompanhado com um vinho rosé Curral Atlantis

Diapositivo8

 

Diapositivo9

 

Atum à Bulhão-Pato com puré de fava fresca e poejo

acompanhado com Verdelho & Arinto dos Açores

Diapositivo7

 

Diapositivo6

 

Polvo assado e lula em feijão arroz

acompanhado por Curral Atlantis & Merlot Cabernet

Diapositivo11

 

Diapositivo5

Pudim de mel com migalhas de toffee e redução de Atlantis

acompanhado com Néctar dos Currais

Diapositivo4

Diapositivo3

Diapositivo10

Diapositivo8

Diapositivo10

E com esta foto de um dia perfeito termino esta reportagem. Amanhã seguiremos outra rota de vinhos e petiscos.

Deixem-se estar por aí!

Anúncios

E do velho se fez novo… Falafel com Atum


Os Falafel são bolinhos vegetarianos originários do Medio Oriente, cujo ingrediente principal é o grão-de-bico. Fi-los para o workshop ‘Tapas Gourmet’, que dinamizei este mês de agosto na Loja DEBORLA da ilha Terceira, como poderão ver aqui. Hoje, trago uma versão diferente, com atum, como aproveitamento de dois lombos de atum que assei no forno, cujo tempero seguiu esta receita de cavala, que se encontra sempre no top ten das receitas mais visualizadas do blogue. No frigorífico havia também sobras de grão e de batata, de uma refeição de bacalhau-com-todos. E porque sou totalmente contra o desperdício, do velho se fez novo!

Falafel com Atum

Falafel com Atum

Falafel com Atum

Poderão encontrar esta e outras ardósias de servir nas lojas DeBORLA.

Micro pepinos originários da Quinta Biológica do TiCanoa

 

Falafel de Atum com Cuca Melon

Ingredientes

  • 2 lombos de atum assado no forno (300 g aprox.)
  • 200 g de grão de bico cozido
  • 200 g de batata cozida
  • 150 g de farinha T65 + para polvilhar as mãos
  • 1 colher de chá de fermento Royal
  • 1 cenoura raspada
  • 1 ovo
  • 1 cebola média
  • moinho de 5 pimentas
  • sal
  • salsa picada
  • cebolinho picado
  • óleo ou azeite para fritar

Preparação

  1. Coloque a cebola num robot de cozinha e triture finamente.
  2. Junte as postas de atum, o grão e a batata cozida e triture bem.
  3. Adicione o ovo, a cenoura raspada, a farinha, o fermento e misture bem.
  4. Termine com a salsa, o cebolinho, o sal e a pimenta. Envolva bem.
  5. Polvilhe as mãos com farinha e faça os falafel de atum do tamanho que entender.
  6. Leve a fritar em óleo quente.
  7. Sirva com maionese e com salada. (Servi com pequenos pepinos crocantes, denominados Cuca Melon).

Falafel com Atum

Falafel com Atum

 

 

 

Apaixonada por Finger Food em A Mesa dos 15

Quando organizo uma festa, penso de imediato nos salgadinhos e em receitas de confeção rápida. Por norma, escolho também miniaturas e canapés, porque dispensam que os convivas necessitem de lugar sentado com mesa associada. Costumo reservar uma mesa grande para os salgados e outra mais pequena para o bolo de aniversário e restantes doces. Foi assim os 15 anos do meu filho, numa festa direcionada para a família e amigos mais próximos.

Como poderão ver, através das fotos, foram indispensáveis as tábuas Gradirripas e as ardósias DeBORLA.

Convido-vos então a espreitarem as delícias confecionadas!
FingerfoodFingerfood_foodwithameaningFingerfood_foodwithameaningFingerfood_foodwithameaning Diapositivo5

Nesta última foto, as tábuas Gradirripas receberam o merecido destaque!

Lista das sugestões:

  • Sandes de pasta de queijo de ilha e manteiga
  • Aperitivos de pacote (batatas fritas, tiras-de milho, aperitivos de queijo)
  • Paiola fatiada (poderão adquirir na Loja Raminho de Salsa ( no Mercado Duque de Bragança)
  • Piza de massa fina de bacon, cogumelos e azeitonas
  • Piza de massa fina de chourição, cebola roxa e alcaparras
  • Folhado de queijo-creme com cebola-roxa, bacon e tomate-cereja
  • Folhado de atum com espinafres
  • Brigadeiros de queijo de ovelha com amêndoa em cama de crostini e doce
  • Paté de alheira com azeitonas pretas em cama de mini-tosta
  • mini-quiches de queijo e fiambre
  • rissóis de frango
  • almofadinhas de queijo
  • croquetes de carne
  • pastéis de bacalhau
  • mini-scones de presunto e queijo
  • profiteroles de atum, maionese, azeitona e ovo
  • mini corn-dogs (que não constam das fotos)

Prometo que irei partilhando as receitas!

 

E o mês de março começa com empadas e empadinhas

As empadas constituem um dos meus salgados favoritos. Estas podem ser grandes e ocupar uma assadeira inteira. Podem ser pequenas e ter imensos formatos. São petisco e são refeição, especialmente se forem acompanhadas de uma saladinha. Os ingleses adoram-nas e fazem-nas com variados recheios, sendo o mais famoso o de borrego, conhecida como Shepherd’s Pie.

Uma vez que este tema é tão apelativo, eu não pude de deixar de participar na edição do mês de março de Dia Um…Na Cozinha, totalmente dedicada às empadas. A minha sugestão recaiu nos legumes e no peixe. As sobras de ratatouille deram o mote e juntaram-se à latinha de atum em caldeirada, que se encontrava na prateleira do armário despenseiro a aguardar utilização.

As tábuas Gradirripas contribuíram sobremaneira para o destaque destas simples mas deliciosas empadas.

Et voilà, as  minhas Empadas de Ratatouille e Caldeirada de Atum!

empadas de ratatouille e caldeirada de atum

empadas de ratatouille e caldeirada de atum

Para o Ratatouille os ingredientes são os seguintes:

  • 1 pimento encarnado
  • 1 cebola
  • 1 beringela
  • 1 courgette
  • 2 tomates
  • 2 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • Azeite
  • Sal
  • pimenta
  • tomilho fresco
  1. Colocar azeite a aquecer num tacho (o suficiente para um estufado).
  2. Picar 2 dentes de alho, e cortar os restantes legumes, num corte regular e do mesmo tamanho.
  3. Adicionar ao azeite a cebola, a beringela, o pimento e o alho. Juntar tomilho fresco, 2 folhas de louro e temperar com sal e pimenta.
  4. Cortar os tomates, eliminando as sementes, e adicionar a meio da cozedura. Por fim, adicionar a courgette. Ir mexendo e deixar cozinhar. Servir.
  5. Se preferirem fazer a receita no forno, poderão levar todos os ingredientes num tabuleiro ao forno e deixar assar entre 40 a 60 minutos.

Ingredientes para 8 empadas

  • 1 embalagem de massa folhada retangular
  • sobras de ratatouille
  • 1 lata de atum em caldeirada (marca Corretora)
  • gema de 1 ovo para pincelar
  • manteiga para untar as formas

Preparação das empadas

  1. Escolha formas de alumínio pequenas (as que utiliza para fazer queijadas)
  2. Unte as formas com manteiga derretida (utilizo um pincel)
  3. Faça círculos com uma forma ligeiramente maior do que o diâmetro das formas que irá usar.
  4. Forre a forma com o círculo de massa e pique o fundo com um garfo.
  5. Coloque metade da capacidade com pedaços de ratatouille ( legumes assados) e termine com uma colher de chá de caldeirada de atum.
  6. Com uma forma ciclíndrica mais pequena do que o diâmetro da forma onde a empada vai cozinhar (um cortador de bolachas redondo, por exemplo) corte as tampinhas da empada.
  7. Coloque uma tampa em cada empada e aperte os bordos da massa contra os bordos da tampa, selando a empada.
  8. Pincele com gema de ovo.
  9. Leve ao forno, pré-aquecido, a 200ºC cerca de 15 minutos, apenas com a resistência inferior. A 2 minutos do fim da cozedura, ligue a resistência superior.

 

empadas de ratatouille e caldeirada de atum

12545906_487750298074841_422959187_o

empadas de ratatouille e caldeirada de atum

empadas de ratatouille e caldeirada de atum

Logotipo Dia Um... Na Cozinha Março 2016