Workshop Prendas de Natal Comestíveis…Parte 1

O workshop de sábado passado iniciou-se às 15.00 com casa cheia. Foi uma alegria enorme voltar à loja DeBorla para passar uma tarde interativa e divertida a confecionar e demonstrar prendas de Natal comestíveis. As sugestões de prendas de natal foram bastante variadas, como poderão ver no link abaixo.  Os rebuçados foram definitivamente  os reis do workshop e a tarde decorreu envolta em  morango e de especiarias.

Obrigada pelo vosso olhar atento, pelas mãos que se ofereceram para esticar os rebuçados e decorar bolachinhas de especiarias.

Obrigada pela vossa presença sempre encantadora!

As sugestões confecionadas irão sendo divulgadas no blogue ao longo desta e da próxima semana, uma vez que têm sido muitas as pessoas que me têm contactado a solicitar as receitas. São, sem dúvida, prendas individualizadas e muito económicas.

link

Açúcar aromatizado com limão

(ideal para confecionar bolos, biscoitos ou para aromatizar o chá)

Açúcar aromatizado com limão_foodwithameaningAçúcar aromatizado com limão_foodwithameaning

(Frasco adquirido na Loja DeBorla)

  1. Juntar 10 partes de açúcar para uma do aromatizante (côco, citrinos, baunilha, canela, cardamomo, anis, alfazema, etc.)
  2. Pisar o produto aromatizante num almofariz e peneirar (neste caso a canela e o cardamomo); raspar a casca dos citrinos; misturar; guardar em frascos, em lugar seco, cerca de 10 dias antes da primeira utilização.

Azeite aromatizado 

(para temperar saladas, batata cozida ou assados)

Azeite aromatizado e curtume de perrejil_foodwithameaning

(Recipiente com azeite aromatizado disponível na Loja DeBorla)

Receita 1.

Coloque dentro de cada frasco um dente de alho esmagado, uma folha de louro, uma colher de sopa de pimenta rosa, dois cravinhos e um pé de rosmaninho. Encha os frascos com azeite e deixa repousar umas 2 ou 3 semanas para incorporar melhor os aromas.

 Receita 2.

Coloque dentro de cada frasco um dente de alho esmagado, uma folha de louro, malaguetas (piripiri), pimenta da Jamaica e folhas de manjericão. Encha os frascos com azeite e deixa repousar umas 2 ou 3 semanas para incorporar melhor os aromas.

 

Curtume de perrejil 

(para acompanhar batata cozida em pratos de peixe)

curtume de perrejil_foodwithameaning

Depois da apanha da planta, que deve ser efetuada quando esta estiver verde e viçosa, separa-se a flor da planta, apenas utilizando para o curtume as folhas. Lavam-se as folhas, mergulhando-as numa bacia com água para lhes retirar alguma possível sujidade.

Preparam-se os frascos, esterilizando-os numa panela com água a ferver.

Escorre-se a planta e cortam-se com os dedos pequenos raminhos com duas, três ou quatro folhas cada.

Colocam-se dentro dos frascos com cebolinhas pimento vermelho, malaguetas, dentes de alho, louro e pimenta da Jamaica.

Enchem-se os frascos com vinagre de vinho e fecham-se.

O curtume está pronto a comer quando a planta estiver com um tom verde azeitona.

Curtume de Algas dos Açores 

(autoria Quinta da Vinagreira)

Curtume de Algas

Sal aromatizado 

(para temperar carne ou peixe)

Sal aromatizado_foodwithameaning

(Frasco hermético da Loja DeBorla)

Preparação em robô de cozinha

Receita 1.

No copo de um robô de cozinha, colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de piripiri, 1 colher de chá de pimenta preta moída ou em bagas, 2 folhas de louro, sem o veio central, grãos de mostarda, duas colheres de sobremesa de pólen e dois cravinhos. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.

Receita 2.

No copo de um robô de cozinha, colocar 50gr de sal grosso, 1 colher de chá de pimenta rosa, 1 ramo de alecrim e outro de tomilho. Pressionar o turbo três vezes e retirar do copo. Juntar 250gr de sal grosso e envolver. Colocar em frascos e guardar.


Modo tradicional
(em almofariz): esmagar as especiarias no almofariz; reservar; esmagar o sal até que fique com a consistência desejada. Juntar tudo e envolver. Colocar em frascos e guardar.

 

Daqui a alguns dias, publico mais sugestões confecionadas no workshop.

Anúncios

Bonito grelhado com molho de manteiga e cebola caramelizada

Depois da tempestade, um fim de tarde calmo. Azul.

As postas de bonito foram colocadas na grelha. A frigideira caramelizou os pimentos e a cebola. A panela cozeu as batatas.

Fomos buscar umas sueras* ao roupeiro, vestimo-las e o jantar soube-nos bem, debaixo do alpendre, como se ainda fosse verão.

*Suera – Camisola (do inglês “sweater”)

*Suera – Camisola (do inglês “sweater”)

Ingredientes

4 postas de bonito ou de atum

pimenta branca

sal aromatizado para grelhados

sumo de meia lima

2 cebolas roxas grandes

1 pimento vermelho médio

1 raminho de salsa

azeite

1 colher de manteiga ou margarina

3 dentes de alho

4 batatas

 1 folha de louro

1 piri-piri

Modo de preparação

Temperei o peixe com sal para grelhados e sumo de lima. Reservei.

Preparei um molho com manteiga, alho picadinho e salsa, também picada. Levei ao micro-ondas até ferver.

Coloquei o peixe na grelha e reguei-o com o molho, de ambos os lados.

Numa frigideira com azeite, adicionei os pimentos às tirinhas  e a cebola às rodelas. Deixei caramelizar. Temperei com pimenta branca.

Descasquei as batatas e cozi-as em água temperada com sal, louro e piri-piri.

Depois do peixe estar grelhado, verti a cebola caramelizada por cima e servi.

Por cima das batatas cozidas coloquei uns raminhos de curtume de perrexil.

Uma delícia!

Bom Feriado!

Perrejil em curtume…um ritual

Não deixo passar um ano sem fazer este curtume. É uma tradição familiar, portanto. Assim, e apenas no mês de julho, quando o perrejil está verde e viçoso, dedico umas horas do meu dia  à apanha da planta e à preparação do curtume. O ano passado, publiquei a receita no Receitas ao Desafio. Este ano resolvi enriquecê-la com cebolas, pimentos, feijão verde e tomates da minha horta. Adicionei ainda uma folha de louro, uns dentes de alho e umas bagas de pimenta rosa em cada frasco.

Três semanas depois está pronto a comer.

Ficou uma delícia esta versão de 2012.

O curtume de perrejil faz parte de uma tradição açoriana que, infelizmente, se está a perder. Poucas pessoas da nova geração conhecem a planta e são por isso poucos os que lhe dão utilidade.
Este curtume não costuma estar disponível para venda ao público. Apenas algumas mercearias das freguesias junto à costa o vendem e em poucas quantidades por ser um produto artesanal. Recentemente, na freguesia dos Biscoitos, no norte da ilha, da qual já falei aqui, encontrei o curtume à venda numa banca de produtos regionais junto à zona balnear.

Poderão encontrar as restantes sugestões para a elaboração da receita no link Receitas ao Desafio, já referido, bem como algumas fotos da planta no seu habitat natural.

Este curtume acompanha peixe e moluscos na perfeição, como no caso destas lulas recheadas que publiquei o ano passado no Receitas ao Desafio.

Um bom fim de semana.

Versão de 2017

IMG_20170718_135002_335

IMG_20170718_141346_445