Mousse de lima para as amigas

Ainda me lembro da pior sobremesa que fiz como se tivesse sido hoje. Foi uma mousse de Kiwi. O nome até é ao mesmo tempo sugestivo e intrigante, mas no amadorismo da altura, não levantei fervura aos kiwis e o ácido destes destruiu por completo o que para mim era uma inovação e uma sobremesa a apreciar pela sua invulgaridade. Enfim, saiu algo completamente intragável, sem textura definida. Acabou por ser também uma autêntica deceção coletiva porque foi uma sobremesa que levei para um jantar de amigos, em casa da Paula, quando vivíamos todos na ilha do Faial.
Devem estar a pensar neste momento o que é que o relato do meu desastre culinário tem a ver com a receita de hoje. Pouco. Toda esta história serviu para vos dizer que foi esta minha amiga Paula que me deu a receita desta mousse de lima que, no meu entender, é fantástica.

É importante referir que qualquer pessoa que goste de citrinos irá apaixonar-se por esta mousse.

mousse de lima_foodwithameaning

Também é relevante mencionar que qualquer pessoa que não aprecie sobremesas muito doces ficará igualmente apaixonada por esta receita. Foi o que aconteceu há dias atrás quando a confecionei para levar para um almoço de amigas.

mousse de lima_foodwithameaningmousse de lima_foodwithameaning

Deliciem-se, então, com a receita.

Ingredientes para 6 pessoa

  • 1 lata de leite condensado
  • 2 pacotes de natas
  • 3 limas
  • 3 folhas de gelatina

Modo de confecionar
1. Raspar a casca das três limas para um pratinho. Reservar.
2. Misturar no leite condensado o sumo das três limas e mexer com a batedeira.
3. Bater as natas frias sem adicionar açúcar até ficarem consistentes.
4. Dissolver a gelatina  em pouca água morna e juntá-la às natas.
5. Juntar as natas batidas à mistura de leite condensado e sumo de lima e bater com a batedeira.
6. Colocar numa taça grande ou em taças individuais e decorar com a raspa da lima.

mousse de lima_foodwithameaning

Bom fim de semana!

Mousse com sabor a gemada… memórias de outros tempos

Foi assim que a minha irmã batizou esta mousse de chocolate. Mousse com sabor a gemada.

****

No início de dezembro passado, reparei que um dos meus alunos estava cada vez mais franzino. É certo que todos os rapazes, especialmente entre os doze e os catorze anos, uns mais tarde, passam uma fase em que tudo neles é desproporcional. Crescem muito em pouco tempo e ficam com ar desengonçado. Este meu aluno, para além de ter “espigado”, como se diz por cá, estava mesmo magrinho e cheio de olheiras. Disse-lhe que estava a precisar de uma gemada. O “miúdo” olhou para mim estupefacto e perguntou-me, de seguida, “Gemada? O que é isso? “ Bem, lá tive de colocar pausa na aula, o que para toda a turma representou um ou dois minutos livres de exercícios sobre o discurso indireto. Constatei que ninguém ali presente, com exceção da minha pessoa, sabia de que se tratava. Uma aluna mais espevitada afirmou que devia ser alguma coisa que tivesse a ver com gemas. Decidi dar-lhes, a todos, a tarefa de descobrirem o que era uma gemada.  Foi curioso, pois alguns escreveram mesmo a palavra “gemada” na ficha de gramática destinada a t.p.c. No dia seguinte, reparei que toda a turma tinha ido saber com os pais e com os avós em que consistia uma gemada. Vinham radiantes e incrédulos.

Lembrei-me do refrão de uma música muito ouvida este verão pela rapaziada.

“you are from the seventies…

I’m from the nineties… B*(bip)

I love it!”

Pertenço a outro tempo.

É verdade, possivelmente quem nasceu nos anos setenta como eu, ou até antes, lembrar-se-á que todos os tísicos e enfastiados (também como eu- na altura) eram  “medicados” com uma gemada por dia e logo pela matina. Hoje, em todas as farmácias, existem “abridores” de apetite. Antes também havia. Lembro-me de ter de tomar “Tonasol” para o fastio e comprimidos de “Melhoral Infantil” para as constipações. Há sabores que nunca desaparecerão da nossa memória.

Vamos então à receita médica!

Ingredientes da Gemada

1 gema de ovo

1 colher de chá rasa de cacau

1 colher de açúcar

ou

numa versão mais comercial

uma gema de ovo

1 colher de sobremesa bem cheia de Nesquik

Misturar todos os ingredientes muito bem e comer à colherada.

*****

Agora a Receita da Mousse de Chocolate que sabe a Gemada

mousse de chocolate extra-claras

Ingredientes
300 g de chocolate negro
8 gemas
16 claras (tenho sempre claras congeladas)
200 g de açúcar em pó (o equivalente a 12 colheres de sopa)

Modo de Preparação

1. Bater as gemas bastante bem até ficarem com uma cor clara. Juntar o açúcar e voltar a bater.

2. Juntar às gemas o chocolate previamente derretido em banho-maria. Bater muito bem a mistura.

3. Bater as 16 claras em castelo bem firme e envolver no preparado anterior, mas sem que percam o ar. Irão conferir leveza à mousse.

4. Colocar em taças individuais ou numa taça grande e guardar no frigorífico até a sobremesa estar bem fresca (cerca de 4 horas, no mínimo).

5. Decorar a gosto. Optei por amêndoa laminada torrada.

Notas:

*Faço sempre esta receita de véspera. Pouco antes de servir, coloco a amêndoa torrada.

*Se preferirem um sabor a chocolate mais intenso, poderá utilizar o chocolate negro com 70% de cacau ou 400 g de chocolate negro com menor percentagem de cacau.

*Mesmo depois de descongeladas, as claras de ovo podem ser batidas em castelo. Deixam-se descongelar – o que acontece rapidamente- e batem-se de seguida.

mousse de chocolate extra-claras

Mousse de 2 maracujás

Na fruteira da cozinha têm coabitado muitas frutas. Entre maçãs e bananas encontram-se duas espécies de maracujás, uma manga e vários figos. As amoras, essas, encontram-se no frigorífico. No fim de semana passado, fomos os quatro às amoras, mas sobre esta aventura conto-vos qualquer dia.

Os maracujás são mesmo idolatrados por nós. Temos na nossa horta uma latada com três espécies diferentes: o maracujá roxo, o maracujá banana e o maracujá amarelo. Infelizmente, as nossas plantas ainda não produziram, por isso, estes que veem nas fotos foram mesmo comprados a um produtor local.

Nós preferimos comê-los ao natural, mas, desta vez, como havia abundância, decidi utilizar alguns nesta mousse, que, modéstia à parte, ficou “de comer e chorar por mais”.

mousse de dois maracujás

Ingredientes (para 6 a 8 taças)

1 lata de leite condensado cozido
5 folhas incolores de gelatina
1 lata pequena de leite de côco
1 lata grande de polpa de maracujá com ou sem sementes (ou o peso equivalente escorrido de polpa de maracujá)

Se utilizarem o maracujá natural deverão dar uma fervura à polpa, com três ou quatro colheres de sopa rasas de açúcar, deixar arrefecer e misturar com os restantes ingredientes.

Preparação

1. Bater o leite condensado com o leite de côco durante dois minutos.
2. Juntar a polpa de maracujá e bater durante 30 segundos.Reservar um pouco de polpa para colocar no topo de cada taça na hora de servir.
3. Demolhar as folhas de gelatina numa tacinha num pouco de água. Levar ao microondas, sem deixar ferver. Misturar com uma colher até a gelatina se dissolver totalmente na água.
4. Juntar a gelatina dissolvida ao restante preparado, bater durante um minuto.
5. Colocar o preparado em taças e levar ao frigorífico durante um período mínimo de 6 horas.
6. Decorar com a polpa reservada.

Maracujás utilizados nesta receita: maracujá roxo (mais aromático e ácido) e maracujá granadilha (com mais polpa e mais doce)

mousse de dois maracujás

maracujá granadilha

Com esta mousse de maracujá, cujo sabor nos transporta para momentos tropicais doces, participo no passatempo especial aniversário, a decorrer no blogue da Mariana.

Um resto de semana feliz!

Patrícia