Folar Alentejano…uma aromática surpresa

Nunca tinha confecionado o Folar Alentejano, mas há bastante tempo que queria experimentá-lo para ver as diferenças entre este folar e o Açoriano, uma vez que as receitas são parecidas. A verdade é que, depois de o provar, rendi-me a este folar. Fiquei maravilhada com a sua consistência e com o sabor a citrinos, canela e a erva-doce.

Fiz apenas metade da receita descrita. Espero que gostem desta sugestão!

Votos de uma Páscoa Feliz!

23

Folar doce Alentejano

  • 1,5 kg de farinha
  • 500 g de massa de pão
  • 750 g de açúcar
  • 1,5 dl de leite
  • 12 g de canela
  • 12 g de erva-doce
  • 1/2 cálice de aguardente
  • raspa da casca de 1 laranja
  • 1,5 dl de azeite
  • 1 casca de limão ou de laranja
  • 10 a 12 ovos

 

Preparação

Coza a erva-doce num pouco de água. Coe esta água e reserve. Ferva o azeite com a casca de limão ou de laranja. Peneire a farinha para um alguidar e junte-lhe o pão em massa, o leite, a canela, o açúcar, a aguardente, a raspa da casca da laranja e vá amassando estes ingredientes, primeiro com a água de cozer a erva-doce e depois com os ovos, juntando-os à medida que a massa os vai absorvendo. Quando a massa fizer bolhas, polvilhe-a com mais farinha, tape-a com um cobertor e deixe-a levedar durante 24 horas. Em seguida, e sempre com a ajuda de farinha, divida a massa em vários bocados de modo a fazerem-se bolos redondos com o diâmetro de 10 a 12 cm. Coloque em cima de cada bolo um ovo cozido, preso com tiras de massa. Coloque os folares em tabuleiros, deixando-os levedar um pouco e coza-os em forno forte. À medida que os bolos forem saindo do forno pincele-os com ovo batido.

Nota. À quem pincele o folar com uma mistura aquecida de mel diluído num pouco de água, isto já depois de terem saído do forno, para lhes conferir um ar lustroso.

Anúncios