Gelado de vinho-doce…bem-vindo Setembro!

Com o início de setembro, e com as primeiras vindimas, surge este gelado de vinho-doce, mais uma experiência inusitada que acabou por surpreender. Nas nossas compras de domingo na Feira do Gado, na Vinha Brava, veio uma garrafa de vinho-doce, acabadinho de sair do lagar. Um copo de sumo de uva acabada de espremer é capaz de contar tantas histórias: desde o tratar das videiras à colheita das uvas. É fruto do trabalho de muita gente, por isso, no prazer que o sumo de uva, precioso néctar, confere ao paladar deve estar a gratidão.

Desde os tempos mais remotos, o vinho tem vindo a desempenhar um papel de relevo em quase todas as civilizações. “Fruto da videira e do trabalho do Homem” é repleto de simbologia, impregnado de religiosidade e de misticismo,  é fonte de lendas e inspiração de mitos.

Com o intuito de enaltecer e dignificar este saboroso líquido, trago-vos este gelado de vinho-doce, ou de sumo de uva, antes da fermentação.

4

2

Ingredientes

  • 200 ml de vinho-doce (sumo de uvas acabadas de espremer)
  • 150 g de açúcar em pó
  • 4 claras batidas em castelo
  • 400 ml de natas

 

Preparação do Gelado

  1. Batem-se as natas até estas ficarem fofas e adoçam-se com açúcar em pó.
  2. Junta-se o vinho-doce ao preparado anterior e bate-se novamente.
  3. À parte, batem-se as claras em castelo e envolvem-se no preparado anterior.
  4. Verte-se para uma marmita para se iniciar o processo de congelação.
  5. Após uma hora de congelação, retira-se o gelado e mexe-se muito bem para se quebrarem os cristais de gelo já criados. Repete-se o mesmo processo uma hora depois.  Volta ao congelador mais duas horas, no mínimo, antes de servir.
  6. O gelado poderá ser servido acompanhado com topping de compota de uva ou com coulis de uva.

3

1

Anúncios

Gelado de Chocolate-Mousse

IMG_6593

 

Este gelado tem uma história caricata.

Não era para ser gelado.

Foi preparado para ser uma mousse que seria servida aos convidados no aniversário da minha filha. Porém, e como é habitual em dias de festa haver várias sobremesas, esta ficou simplesmente esquecida no frigorífico, até ser descoberta ao final da noite ao acomodarmos as sobras da festa. Lá estava ela na prateleira numa tigela de pé em cristal linda de morrer, mas que nessa noite não atingiu o estrelato. Esta mousse de chocolate acabou por ser a sobremesa do almoço do dia seguinte e transformou-se em gelado porque ao colocá-la num recipiente mais pequeno o meu filho inadvertidamente a colocou numa das gavetas do congelador em vez de na prateleira do frigorífico. O resultado está à vista. Resultou num gelado cremoso e irresistível.

3

6

Ingredientes

  • 400 g de chocolate de culinária Pantagruel
  • 12 ovos
  • 200 g de açúcar branco
  • 2 colheres de sopa, bem cheias, de manteiga com sal
  • 1 colher de sopa de aroma de baunilha

Preparação

  • Bater o açúcar, o aroma de baunilha e a manteiga com a batedeira até desaparecer o granulado do açúcar.
  • Juntar, de seguida, uma a uma, as gemas, continuando sempre a bater até se obter um creme esbranquiçado.
  • Adicionar o chocolate, previamente derretido em banho-Maria.
  • Bater as claras em castelo e adicioná-las aos poucos no preparado anterior.
  • Levar ao congelador de um dia para o outro.
  • Retirar do congelador 15 minutos antes de servir.
  • Acompanhar com amendoim tostado com mel e sal.

Gelado de Pitanga em finais de novembro

Há qualquer coisa de contraditório quando nos apetece um gelado em pleno mês de novembro. A verdade é que mesmo com a temperatura do ar a baixar um pouco, característica da aproximação do inverno, dentro de casa o espírito das receitas de verão prolonga-se todo o ano. Conjugou-se, assim, a vontade de um gelado com os frutos da nossa pitangueira. A ideia de usar as pitangas na confeção de um licor sobrepôs-se este ano ao desejo e à curiosidade de ver o desempenho das pitangas sumarentas num gelado outonal. O licor terá de ficar para o próximo ano!

Compus a fotografia do gelado neste lindo prato Bordalo Pinheiro, uma gentil oferta das minhas amigas Madalena e Isabel.

As decorações natalícias têm a assinatura DeBORLA.

gelado de pitanga

gelado de pitanga

Ingredientes

  • 20 pitangas
  • 2 pacotes de natas ( 200 ml cada)
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 2 colheres de sopa de xarope de arando
  • 2 colheres de sopa de compota de frutos vermelhos
  • 2 bananas pequenas (ou 1 grande) maduras

Preparação

  1. Lave as pitangas e retire o caroço.
  2. No copo da varinha mágica, triture as bananas muito bem e junte as pitangas, triturando-as grosseiramente  Reserve.
  3. Numa tigela, bata as natas até estarem bem aguentadas.
  4. Junte às natas o açúcar e bata novamente.
  5. Adicione ao chantilly o xarope de arando e a compota. Junte a fruta triturada e envolva muito bem com a colher de pau.
  6. Coloque o gelado em pequenos moldes (usei moldes de mini-bundts) ou numa tigela que possa ir ao congelador.
  7. Sirva o gelado com xarope de arando.

gelado de pitanga

gelado de pitanga

xarope de arando

gelado de pitanga

Smoothie-on-a-stick de Ameixa e Framboesa

A receita que vos trago hoje é o que eu costumo denominar de smoothie-on-a-stick.  Seria um popsicle, picolé, ou  sorvete, como tão bem fazia a minha tia Maria, se consistisse  num bloco de polpa e/ ou sumo de fruta solidificado com um palito que atravessa verticalmente o interior, destinado ao manuseio de degustação. No entanto,  este não se trata de um gelado de água, mas de um género de smoothie solidificado, que pode funcionar como sobremesa e lanchinho durante o ano e pequeno- almoço ou ceia nos dias quentes de verão em que o calor só nos faz querer refeições leves e frescas.
Este smoothie-on-a- stick é um excelente aproveitamento para as frutas que vão ficando esquecidas na fruteira e um incentivo ao consumo de iogurtes para as crianças, e também adultos, que não os apreciem. É uma receita bastante saudável que decidiu ganhar corpo numas formas de pudim em silicone que comprei há tempos nas lojas DeBORLA.

Smoothie-on-a-stick de Ameixa e Framboesa

Smoothie-on-a-stick de Ameixa e Framboesa

Ingredientes

  • 600 g de ameixas bem maduras
  • 300 g de banana muito madura
  • 1 caixa de framboesas
  • 5 iogurtes de aroma (3 de morango e 2 de tutti-frutti)
  • 4 colheres de sopa de açúcar

Preparação

No copo de um robô de cozinha, triture a ameixa bem triturada, mas ainda a verem-se os pedacinhos de pele. Junte a banana e triture mais um pouco. Por fim, adicione as metade de uma caixinha de framboesas (reserve as restantes para a decoração e ou para a hora de servir).

Junte os cinco iogurtes e as quatro colheres de sopa de açúcar (se gostar dos popsicles muito doces, terá de adicionar mais duas colheres de açúcar; para mim as 4 iniciais é açúcar q.b. se tanto a ameixa como a banana estiverem bem maduras). Envolva com a polpa de fruta e encha as forminhas de silicone. Coloque no centro de cada forminha um pauzinho de gelado, que se aguentará no centro da forma devido à consistência pastosa do smoothie.

Leve ao congelador e retire cerca de 15 minutos antes de servir.

Smoothie-on-a-stick de Ameixa e Framboesa

 

Smoothie-on-a-stick de Ameixa e Framboesa

 

Um gelado de morango oito dias depois

Oito dias foi o tempo que distanciou esta receita da última aqui publicada. Quem é professor, ou convive com docentes, sabe que esta altura do ano é de extrema importância, uma vez que implica muitas decisões em reuniões de avaliação, muito trabalho burocrático relacionado com relatórios, organização de pastas e correção dos exames de escola e nacionais. É este trabalho de escritório, já sem alunos, o motivo da clausura diária da maioria dos professores, que vão espreitando pela janela o bom tempo e ansiando pela frescura do mergulho no mar ou na piscina e pelos refrescos e sombra da esplanada.

Este gelado de morango, que utilizou formas de picolés DeBORLA com o formato apetitoso das waffles, resultou assim da vontade de férias!

gelado de morango_foodwithameaning

gelado de morango_foodwithameaning

gelado de morango_foodwithameaning

Ingredientes

  • 1 chávena almoçadeira pequena de morangos picados
  • 1 iogurte grego natural
  • 1 pacote de natas
  • açúcar em pó a gosto
  • aroma de baunilha

Utensílios

formas para picolés (as em forma de waffle poderá encontrar à venda nas lojas DeBORLA)

Preparação do Gelado

  1. Lavam-se os morangos muito bem, retiram-se os pés e partem-se em pedaços até encherem uma chávena almoçadeira.
  2. Bate-se o pacote de natas até estas ficarem fofas. Junta-se o iogurte grego e adoça-se com açúcar em pó a gosto.
  3. Levam-se os morangos a triturar até ficarem com a consistência desejada (com pedaços pequenos ou não)
  4. Juntam-se os morangos ao preparado anterior. Retifica-se novamente o açúcar e verte-se para uma marmita para se iniciar o processo de congelação.
  5. Após uma hora de congelação, retira-se o gelado e mexe-se muito bem para se quebrarem os cristais de gelo já criados. Repete-se o mesmo processo uma hora depois.  Volta ao congelador mais duas horas, no mínimo, antes de servir.
  6. O gelado poderá ser servido acompanhado de morangos frescos, de um coulis de morangos ou de molho de morango de compra.

 

gelado de morango_foodwithameaning

Welcome April!

waffles_foodwithameaning

waffles_foodwithameaning

Hoje o dia amanheceu radioso para dar as boas-vindas ao mês de Abril. Houve, assim, tempo apanhar flores selvagens e para um pequeno almoço demorado com três crianças à mesa. As festas de pijama com a prima, que está cá de férias, pedem sempre pequenos-almoços apetitosos. Desta vez, as waffles foram as escolhidas. A massa rendeu tantas waffles ao ponto de ainda servirem de sobremesa para o almoço, agora já acompanhadas de gelado de nata marmoreado com coulis de morangos e de xarope de morango. As crianças adoraram e os adultos também!

waffles_gelado de nata e coulis de morango_foodwithameaning

waffles_gelado de nata e coulis de morango_foodwithameaning

waffles_gelado de nata e coulis de morango_foodwithameaning

Para as waffles:

Ingredientes

  • 2 ovos
  • 1 chávena e ¾ de leite
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • ¼ colher de chá de sal
  • 1 vagem de baunilha
  • 2 chávenas de farinha com fermento
  • 1 colher de de chá de fermento

Preparação

1.Pré-aqueça a máquina de waffles.

2. Numa tigela, junte todos os ingredientes secos.

3. Vá juntando adicionando os restantes ingredientes e mexendo vigorosamente com recurso a uma vara de arames (fouet). 

4. Unte a forma das waffles com óleo em spray ou pincele-a. Encha a forma de waffles até 2/3 da capacidade.  Feche a máquina e siga o tempo de cozedura constante do manual de instruções.

Sirva as waffles com o gelado de nata, o coulis de morango ou com xarope de morango.

 

Para o gelado de nata:

Ingredientes 

  • 400 g de nata fresca
  • 2  iogurtes gregos
  • 250 g de açúcar em pó

 

Preparação do gelado

1. No liquidificador tradicional, ou no copo da Bimby, triturei a fruta até ficar com pedacinhos muito pequenos.
2. Adicionei o açúcar. Marquei 1 Min. Vel. 5.

3. Com a batedeira, bati as natas até ficarem fofas. Adicionei-lhes os iogurtes. Misturei tudo muito bem com a batedeira.

4. Coloquei a mistura no congelador num recipiente com tampa.

5. Passada uma hora, retirei o gelado do congelador e mexi-o com uma colher de pau para destruir os cristais de gelo. Voltei a colocá-lo no congelador. Voltei a repetir este procedimento uma hora depois.

Para o coulis de morango

  • 100 g de morangos triturados (frescos ou congelados)
  • 80 g de açúcar
  • meia folha de gelatina
  • 1 colher de sopa de sumo de lima ou de limão
  • 1/3 copo de água

Preparação do coulis

1. Demolhei a gelatina durante 5 minutos numa tacinha com um terço de copo de água fria.

2. Coloquei os ingredientes no copo. Triturei na vel. 5-7-9 e programei 5 min, 100 C, vel. 2.

3. Juntei a gelatina espremida e misturei uns segundos na vel. 3.

Dica: Gosto de adicionar algum coulis ao gelado na última vez que o mexo antes deste congelar totalmente. Tal como para o bolo mármore, risco o gelado com coulis, ficando assim com um efeito marmoreado.

Servi o gelado de nata e de morango com xarope de morango e granola.

waffles_gelado de nata e coulis de morango_foodwithameaning

waffles_foodwithameaning

Bem-vindo mês de abril!

Picolé de morango, lima e manjericão

Os dias quentes são sempre tempos de gelados e refrescos. As limonadas, as águas aromatizadas e os chás têm sido por isso presença habitual nas nossas mesas de almoço e de jantar. O gin também, visto muito mais como uma bebida de fim de tarde e sempre com uma saqueta de infusão de romã, como me serviu a minha amiga Lucília em sua casa no início deste verão. Fiquei fã. Qualquer dia, partilho a receita convosco.

Hoje, a sugestão recai neste picolé de morango e lima para celebrarmos a estação.

picolé de morango_foodwithameaning

sorvete de morango e lima

 

Picolé de Morango, Lima e Manjericão

  • 3 copos de chá de frutos vermelhos
  • ¼ de copo de folhas de manjericão frescas
  • 1 lima sem casca e cortada aos pedaços
  • 4 morangos
  • 4 colheres de sopa de mel ou de agave

Fazer o chá. Deixar arrefecer.

Colocar todos os ingredientes numa misturadora até se obter uma consistência suave. Coar.

Encher os recipientes de sorvete.

Levar ao congelador até solidificar.

 

Servir num dia quente de verão!

sorvete de morango e lima