Cheesecake de Chocolate Crocante e Avelãs

Votos de uma Excelente semana!
Diapositivo1
Ingredientes  para a base (forma de 20 cm de diâmetro)
  • 300 g Bolachas Tostadas
  • 4 colheres Manteiga Amolecida
  • licor de amora
Ingredientes para o recheio
  • 250 g Queijo Ricotta
  • 200 ml Natas 
  • 200 g de Queijo Creme
  • 7 folhas Gelatina Hidratadas
  • 2 c. sopa Sumo de Limão
  • 4 c. sopa de Açúcar 
  • 2 c. chá Essência de Baunilha
Ingredientes para a cobertura
  • 1 embalagem de 200 g de creme de chocolate crocante Decor Fruta*
  • 1 embalagem de 200 g de creme de chocolate e avelãs Decor Fruta*

* à venda aqui e aqui

Preparação
1. Pique grosseiramente as bolachas tostadas no processador, junte a manteiga, um cálice de licor e amasse tudo. 
2. Unte a forma de aro amovível com manteiga, no fundo e nas laterais.
3. Forre a forma com esta base de bolacha e leve ao frio enquanto prepara o recheio.
4. Numa taça, leve ao micro-ondas as folhas de gelatina hidratadas num pouco de água e misturadas com sumo de limão. Deixe dissolver durante cerca de 10 segundos, mexa e reserve.
5. Coloque os queijos numa taça, junte metade do açúcar ( 2 colheres) e a essência de baunilha. Bata tudo e acrescente depois a gelatina dissolvida. Envolva bem e reserve.
6. Numa taça, bata as natas,  até começarem a armar. Nessa altura, aromatize com umas gotas de sumo de limão, adoce com duas  colheres de açúcar, e continue a bater.
7. Quando estiverem prontas, junte as natas ao preparado de queijo e envolva-os na perfeição. Verta por cima da base de bolacha, alise e leve ao frigorífico durante um mínimo de 4 horas.
8.  Retire agora a forma do frigorífico e preencha o cimo de cheesecake com  o creme de chocolate crocante e, depois, com o creme de chocolate e avelãs, nivelando para que fique uniforme.
9. Leve de novo ao frio e desenforme apenas na altura de servir. 
IMG_1012
Anúncios

E já cá canta mais um ano!

Os aniversários são sempre motivos de comemoração, mesmo quando já somos adultos e perdemos algum entusiasmo e euforia presente nos aniversários infantis. Mas, se pensarmos com mais algum cuidado, cada vez que celebramos mais uma aniversário é-nos dada a regalia de nos vermos envelhecer. E isso é positivo. Em primeira análise, poderão achar esta observação estranha, mas poder contar muitos anos nem sempre é  privilégio para algumas pessoas. Que este aniversário seja mais um incentivo para que eu continue a encarar a vida como um copo “meio cheio” e não meio vazio, como um mundo de aprendizagem e de novas possibilidades.  Fazer anos é sempre uma contagem crescente em sabedoria, maturidade e gratidão.
Partilho, então convosco a sobremesa do meu aniversário.
Cheesecake de Figo
 
1
Ingredientes  para a base (forma de 20 cm de diâmetro)
  • 300 g Bolachas Digestivas
  • 4 colheres Manteiga Amolecida
  • licor de figo
Ingredientes para o recheio
  • 400 g Queijo Quark
  • 400 ml Natas vegetais
  • 5 folhas Gelatina Hidratadas
  • 2 c. sopa Sumo de Limão
  • 4 c. sopa bem cheias de Açúcar 
  • 2 c. chá Essência de Baunilha
Ingrediente para a cobertura
  • compota de figo com canela e cardamomo
Preparação
1. Pique bolachas digestivas no processador, junte a manteiga, um cálice de licor de figo e amasse tudo. 
2. Unte a forma de aro amovível com manteiga, no fundo e nas laterais.
3. Forre a forma com esta base de bolacha e leve ao frio enquanto prepara o recheio.
4. Numa taça, leve ao micro-ondas as folhas de gelatina hidratadas num pouco de água e misturadas com sumo de limão. Deixe dissolver durante cerca de 10 segundos, mexa e reserve.
5. Coloque o queijo quark numa taça, junte as 2 colheres de açúcar e a essência de baunilha, bata tudo e acrescente depois a gelatina dissolvida. Envolva bem e reserve.
6. Numa taça, bata as natas,  até começarem a armar. Nessa altura, aromatize com umas gotas de sumo de limão, adoce com duas  colheres de açúcar, e continue a bater.
7. Quando estiverem prontas, junte as natas ao preparado de queijo e envolva-os na perfeição. Verta por cima da base de bolacha, alise e leve ao frigorífico durante um mínimo de 4 horas.
8.  Retire agora a forma do frigorífico e preencha o cimo de cheesecake com compota de figo, nivelando para que fique uniforme.
9. Leve de novo ao frio e desenforme apenas na altura de servir. Decore com figos frescos.
2
4

Cheesecake de Aniversário

É possível comemorar-se um aniversário com um cheesecake? Não vejo porque não. É invulgar, isso sim, mas no que toca a desejos, os do aniversariante devem ser concretizados, sempre que possível claro. Se uma dessas vontades é comemorar o aniversário com um bolo de queijo, é algo bem simples de realizar. Aconselhei-me com o meu amigo João Machado, que faz este tipo de doces como ninguém. Adaptei a cobertura ao gosto do aniversariante e à fruta da época, o dióspiro.

Happy Birthday to You!

cheesecake de dióspiro

cheesecake de dióspiro

cheesecake de dióspiro

cheesecake de dióspiro

Cheesecake de Dióspiro
Ingredientes  para a base (forma de 20 cm de diâmetro)
  • 300 g Bolachas Digestivas
  • 4 colheres Manteiga Amolecida
Ingredientes para o recheio
  • 600 gr Queijo Creme 
  • 6 folhas Gelatina Hidratadas
  • 2 c. sopa Sumo de Limão
  • 12 c. sopa Açúcar 
  • 2 c. chá Essência de Baunilha
  • 400 ml Natas
Ingredientes para a cobertura
  • polpa de 6 dióspiros
Preparação
1. Pique bolachas digestivas no processador, junte a manteiga e amasse tudo.
2. Unte a forma de aro amovível com manteiga, no fundo e nas laterais.
3. Forre a forma com esta base de bolacha e leve ao frio enquanto prepara o recheio.
4. Numa taça, leve ao micro-ondas as folhas de gelatina hidratadas e misturadas com sumo de limão.
Deixe dissolver durante cerca de 10 segundos, mexa e reserve.
5. Coloque o queijo creme numa taça, junte 8 colheres de açúcar e a essência de baunilha, bata tudo e acrescente depois a gelatina dissolvida. Envolva bem e reserve.
6. Numa taça, bata as natas,  até começarem a armar. Nessa altura, aromatize com umas gotas de sumo de limão, adoce com quatro colheres de açúcar, e continue a bater.
7. Quando estiverem prontas, junte as natas ao preparado de queijo e envolva-os na perfeição. Verta por cima da base de bolacha, alise e leve ao frigorífico durante umas horas.
8. Descasque os dióspiros e retire-lhes a polpa. Se estiverem bem maduros, esmague a polpa ligeiramente com um garfo. Retire agora a forma do frigorífico e preencha-a com a polpa, nivelando para que fique uniforme.
9. Leve de novo ao frio e desenforme apenas na altura de servir.
receita adaptada de Filipa Gomes

cheesecake de dióspiro

Cheesecake de Framboesa

E já lá vai uma semana desde a última receita que partilhei convosco. A falta de tempo devido ao excesso de trabalho é mesmo a razão principal para este interregno. Hoje, porém, arranjei tempo entre o fim de tarde e a hora de jantar para compor este post e dar-vos a conhecer um dos meus cheesecakes favoritos. Este, de framboesa, é muito saboroso e viciante. Não tem gelatina na composição por ser da variante de cheesecakes que vai a cozer ao forno. O licor de amora utilizado na base de bolacha torna este bolo de queijo ainda mais apetecível.

cheesecake de framboesa

Ingredientes para a base
200 g de bolacha tostada ou bolacha Maria
100 g de manteiga
licor de amora q.b. (coloquei dois cálices)

Ingredientes para o recheio
1 pacote de queijo creme (200g)
2 iogurtes naturais
1 pacote de natas (200ml)
3 ovos
100 g de açúcar
aroma de baunilha
80 g de farinha
aroma de baunilha

Ingrediente para a cobertura
doce extra de framboesa

Preparação
Pré- aquece-se o forno a 180ºC.
Com recurso à uma picadora ou a um robô de cozinha tritura-se a bolacha e mistura-se a farinha e o licor até se obter uma consistência de crumble.
Unta-se uma forma de aro amovível com manteiga e forra-se a base com este preparado.
Batem-se os ovos com o açúcar.
Adicionam-se as natas, os iogurtes e o queijo-creme. Bate-se novamente muito bem.
Por fim, junta-se a farinha e o aroma de baunilha e bate-se outra vez.
Verte-se este preparado por cima da bolacha e leva-se ao forno, a 200 ºC cerca de 30 minutos. Retira-se e deixa-se arrefecer. Coloca-se no frigorífico até o cheesecake estar bem fresquinho.
Uma hora antes de servir, cobre-se o cheesecake com doce de framboesa, ou outro a gosto, e leva-se novamente ao frigorífico.

>cheesecake de framboesa

Outras receitas de cheesecake que poderão consultar:
https://foodwithameaning.wordpress.com/2012/12/28/cheesecake-de-mirtilos-com-angelica/
https://foodwithameaning.wordpress.com/2012/01/09/cheesecake-de-roma/

Portão de Quinta

Portão de Quinta

Atribuir o nome “Portão de Quinta” a uma sobremesa encerra muito de telúrico, de rústico e de poético. E eu gosto de receitas detentoras de nomes bonitos. Mais vulgar seria dizer que é apenas um cheesecake com palitos. Mas Portão de Quinta foi o que me cativou em primeira instância nesta receita.

Redescobri- a  enquanto folheava o meu caderno onde anoto as receitas de doces. A minha prima Gracinda foi quem ma transmitiu há alguns anos atrás. Estava esquecida entre folhas e linhas. Hoje veio à luz.

Espero que gostem.
Diapositivo3

Ingredientes

2 pacotes e meio de palitos de champanhe

2 pacotes de queijo philadélfia

800 ml de natas para bater

8 colheres de sopa de açúcar

3 folhas de gelatina

1 frasco de doce extra de cereja

1 colher de chá de aroma de baunilha

1 forma de fundo amovível(com fivela lateral)

 

Preparação

1. Batem-se as natas ( que devem estar refrigeradas) até ganharem consistência.

2.Junta-se o açúcar às natas. Duas colheres para cada pacote de natas. Bate-se muito bem, até o açúcar perder o granulado.

3. Adiciona-se o queijo philadelfia e o aroma de baunilha e bate-se novamente.

4. À parte, hidrata-se a gelatina, partida aos pedacinhos,  em dois dedos de água. Leva-se ao micro-ondas durante 10 segundos sem deixar que ferva. Deixa-se arrefecer e junta-se ao preparado anterior.

5. Corta-se uma das pontas dos palitos que irão forrar lateralmente a forma. Molha-se a ponta cortada de cada palito no creme e coloca-se à volta da forma em pé com o lado do açúcar virado para fora. (ver foto). Forra-se o fundo da forma com creme e com palitos.

Diapositivo1

6. Verte-se sobre os palitos metade do creme. Dispõe-se outra camada de palitos. Por cima, coloca-se outra camada de creme. Vai ao frigorífico de uma dia para o outro.

7. Retira-se do frigorífico e pouco antes de servir dispõe-se o doce de cereja (ou outro do agrado).

Notas

O doce extra de cereja que utilizei é da marca Euroshopper e é vendido aqui no supermercado Guarita. Acho-o superior aos enlatados com recheio de tartes pois este doce é ligeiramente ácido, contrastando, no meu entender, com o creme de natas e queijo. Contrariamente ao que se possa pensar, esta sobremesa não é muito doce.

A receita poderá ser feita utilizando os ingrediente pela metade pois rende muito, ficando do tamanho de um bolo normal.

Diapositivo1

Cheesecake de mirtilos com angelica

cheesecake de mirtilos_foodwithameaning

Saída diretamente da nossa mesa de dia de Natal, esta sobremesa caraterizou-se por ser muito leve e fresca.

Partilho então uma fatia convosco.

cheesecake de mirtilos_foodwithameaning

Ingredientes

400 g de natas
400 g de queijo-creme

10 folhas de gelatina incolor, cortadas em pedaços
água q.b. para demolhar as folhas

180 g de açúcar
200 g de bolacha Maria

100 g de cereais Chocapic
100 g de manteiga

angelica* (2 cálices). Pode ser subst. por vinho do porto
1 lata de blueberry pie filling (que comprei na loja americana)

aroma de baunilha a gosto

* vinho licoroso, com uma graduação inferior a 20 graus, típico dos Açores (mais conhecida pela bebida das senhoras)

É um licor feito com a casta Isabel utilizada para fazer o tradicional Vinho de Cheiro.

Aqui na ilha Terceira, esta bebida é feita com 5 litros de uva  pisada aos quais se adicionam 2,5 litros de boa aguardente ou álcool  e 1,5 a 2  quilos de açúcar mascavado. Fica de 1 a 2 meses a fermentar. É depois coada com recurso a um pano e colocada em garrafas.

Preparação na Bimby

Demolhe a gelatina em água fria.
Coloque no copo o açúcar e pulverize 20 segundos/ velocidade 9. Retire e reserve.
Coloque no copo a bolacha e os flocos de chocapic  e triture 10 segundos/ velocidade 9.

Adicione a manteiga e marque 30 Seg. vel. 6.

Retire para uma forma de fundo amovível de aproximadamente 22 cm de diâmetro, forre o fundo e leve ao forno até cozer a base e alourar levemente. Retire e deixe arrefecer completamente.

Após lavar o copo da Bimby, coloque lá as natas e programe 2 minutos/ velocidade 3 1/2. É preciso cuidado para que não passem a manteiga.
Adicione o queijo, o açúcar, o aroma de baunilha e envolva 10 segundos/ velocidade 3.

Numa pequena tigela, leve a gelatina demolhada em um pouco de água ao microondas sem que esta ferva. Retire e mexa até estar totalmente dissolvida.

Junte a gelatina ao preparado no copo da Bimby e marque 10 segundos/velocidade 3.

Coloque o preparado por cima da base de bolacha já fria.

Leve ao frigorífico de um dia para o outro.

No outro dia de manhã, coloque por cima do cheesecake o conteúdo da lata de mirtilos.

Desenforme com cuidado e pouco antes do momento de servir.

Continuação de FESTAS FELIZES.

Tarte de Queijo e Morangos da Zaira

Experimentei esta tarte o ano passado, no Porto, em casa da nossa prima Zaira. Como sobremesa, serviu-nos esta tarte mas com morangos à parte. Quando me disse que era de queijo associei a cheesecake, do qual não sou grande apreciadora, ao contrário de 99,9% da população mundial. Pensei que estava safa porque havia outra sobremesa, um bolo-folhado de crescer água na boca (tão apetitoso como este aqui), mas para não ofender lá me servi de uma fatia da tarte, pequena, e à primeira garfada fiquei logo desiludida comigo própria por ter cortado uma fatia tão modesta. Como estávamos em família não hesitei e repeti a tarte, que se destacava pela sua textura leve, espumosa, pouco doce que contrastava com o crocante e salgado da massa folhada. Disse-lhe logo que teria de me facultar a receita. Concordou. Eu estava decidida que não sairia dali sem a mesma. Conversa atrás de conversa com os tios e os primos chegou por fim a hora de nos irmos embora. Era fevereiro, por altura do Carnaval, e estava tão frio lá fora- para uma açoriana 5 e 6 graus positivos é praticamente viver na Antártida. Só pensava em agasalhar-me. E nunca mais me lembrei de anotar a receita da tarte de queijo que tudo tem de simples e de bom.
Por intermédio do Facebook, a tão almejada receita chegou finalmente aos Açores.
Fiz-lhes umas alterações inofensivas, mas dir-vos-ei quais foram, e os motivos, à medida que a descrever.

Obrigada Zaira.


Ingredientes

1 embalagem de queijo creme para barrar
3 ovos (utilizei mais duas claras- tinha uma ajudante de cozinha de 4 anos que após vários esforços não conseguiu separar as claras das gemas e ambas cairam na tigela, alterando a receita original; tive então de bater separadamente duas claras)
3 colheres de açúcar (coloquei 4)
1 base de massa folhada
morangos (utilizei congelados, mas a Zaira serviu-os frescos e à parte)
açúcar em pó para polvilhar

Preparação

Numa tigela coloquei o queijo, as gemas e o açúcar. Bati muito bem com a batedeira até ficar espumoso.
À parte, transformei as claras em castelo e envolvi-as no primeiro preparado.
Verti esta mistura para uma tarteira untada e forrada com uma base de massa folhada.
Dispús os morangos pela tarte.
Levei a cozer em forno pré-aquecido, e a 180 graus, durante 30 minutos.

Depois de arrefecer, polvilhei a tarte com açúcar em pó abundante.

Se desejarem uma versão de tarte de queijo com chocolate, no Receitas ao Desafio, encontram uma sugestão.

Patrícia