Say Cheese… Say Cake… and don’t forget to mention Oreo

3

Até há bem pouco tempo, eu não me considerava apreciadora de Cheesecakes. Há sempre aquelas sobremesas prediletas e esta não estava definitivamente na lista. Até que fui apresentada a este bolo de queijo, do qual sou agora a fã número um. Existem inúmeras receitas de Cheesecake de bolachas Oreo, uns que incorporam no preparado de queijo e natas o creme das próprias bolachas e outras, como esta, que são muito mais rápidas de confecionar e incluem o recheio das bolachas na base. O que é certo é que todo o sabor está lá, bem como a combinação perfeita entre o crocante da bolacha e a textura do recheio do cheesecake.
Experimentem e deliciem-se!
1
Ingredientes  para a base (forma de 20 cm de diâmetro)
  • 16 Bolachas Oreo (com o recheio)
  • 140 g de manteiga
Ingredientes para o recheio
  • 400 g Queijo Creme 
  • 5 folhas Gelatina Hidratadas
  • 12 c. sopa (rasas)Açúcar em pó
  • 2 c. chá Essência de Baunilha
  • 400 ml Natas
  • 4 bolachas Oreo (com recheio)
Ingredientes para a cobertura
  • metades de bolachas Oreo ou bolachas Oreo trituradas
Preparação
1. Pique bolachas no processador, junte a manteiga e amasse tudo.
2. Unte a forma de aro amovível com manteiga, no fundo e nas laterais.
3. Forre a forma com esta base de bolacha e leve ao frio enquanto prepara o recheio.
4. Numa taça, leve ao micro-ondas as folhas de gelatina hidratadas.
Deixe dissolver durante cerca de 10 segundos, mexa e reserve.
5. Coloque o queijo creme numa taça, junte 8 colheres de açúcar e a essência de baunilha, bata tudo e acrescente depois a gelatina dissolvida. Envolva bem e reserve.
6. Numa taça, bata as natas,  até começarem a armar. Adoce com quatro colheres de açúcar, e continue a bater.
7. Quando estiverem prontas, junte as natas ao preparado de queijo e envolva-os na perfeição.
8. Triture quatro bolachas e junte-as a este preparado.
9. Verta por cima da base de bolacha, alise e leve ao frigorífico durante umas horas (5 no mínimo)
8. Antes de servir, decore com metades de bolachas ou com as mesmas trituradas.

9. Retire a forma do frigorífico um pouco antes de servir e desenforme antes de ir para a mesa.

2
Anúncios

Madalenas de domingo

Os domingos querem-se caseirinhos e calmos, de preferência na companhia da família e no sofá com mantinha. Por vezes, também representam tempo para lanches demorados. Estas madalenas suculentas, feitas com laranjas do nosso pomar, foram o nosso lanche de domingo, acompanhadas com um chá delicioso, que me foi oferecido recentemente. São as pequenas coisas, os pequenos momentos que transformam a vida em algo grandioso. Aproveitemos então as bênçãos da vida!

Madalenas de Laranja

1

2

Ingredientes

  • 4 ovos médios
  • 140 g de manteiga com sal
  • 300 g de açúcar
  • 350 g de farinha com fermento
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 colher de café (rasa) de bicarbonato de sódio
  • sumo e raspa de duas laranjas grandes

Preparação

  1. Bata o açúcar com a manteiga até obter um preparado cremoso.
  2. Adicione um ovo de cada vez, batendo entre cada adição.
  3. Junte a raspa e o sumo das laranjas.
  4. Numa taça, misture a farinha com o fermento e o bicarbonato e peneire. Adicione ao preparado anterior e envolva.
  5. Coloque colheres de massa em formas de alumínio preenchidas com forminhas de papel.
  6. Leve a cozer a 180ºC ,em forno previamente aquecido, durante 15 a 20 minutos. (não deixe secar demasiado)

5

4

Glühwein

diapositivo3

Qualquer pessoa que tenha visitado um mercado alemão ou austríaco na época do Natal conhece o Glühwein. Caracteriza-se por ser um vinho quente aromatizado com laranja e especiarias . A sua origem está associada a países com invernos muito rigorosos sendo, por vezes,  confundido com bebidas como o mulled wine, a versão inglesa e a bebida preferida das festas da Inglaterra Vitoriana, o glogg , um preparado sueco à base de vinho aquecido com açúcar e bebidas destiladas, servido em copos com amêndoas e uvas passas e o eggnog  ou posset também originário de Inglaterra. Este último começou a se consumido no século XIV e ganhou popularidade quando a receita foi levada pelos Pilgrims para as colónias americanas, passando a ser considerado como a bebida das classes populares.  O mesmo aconteceu com o mulled wine.

Se no passado a utilização no vinho de especiarias e de açúcar em excesso  servia, por vezes, para disfarçar um vinho de menor qualidade, hoje estes ingredientes conferem vida e perfume a estas bebidas. 

Sirva o Glühwein num dia frio e, de preferência, partilhe-o com amigos.

Glühwein

diapositivo1

Ingredientes

  • 3/4 chávena (180 ml) de água
  • 3/4 chávena (150 g) de açúcar
  • 1 canela em pau
  • 3 sementes de cardamomo
  • 1 laranja ou 4 tangerinas
  • 8 cravos-da-índia inteiros
  • 3 estrelas de anis
  • 1 (750 ml) garrafa de vinho tinto de qualidade (utilizei Mula Velha)
  • 2 cálices de vinho do Porto (facultativo)
  1. Numa panela, misture a água, o açúcar e o pau de canela. Leve a ferver, diminua o lume e mantenha a água fervendo em lume baixo.
  2. Corte a laranja ao meio e esprema o sumo sobre a água enquanto esta ferve. Fure a casca da laranja com os cravos-da-índia e coloque a laranja com os cravo na água em ebulição. Mantenha a panela ao lume  até que a água esteja com a consistência de uma calda doce.
  3. Misture o vinho, aumente o lume, mas não deixe o vinho ferver.
  4. Retire do lume e deixe descansar durante 1 hora.
  5. Coe  e sirva o Glühwein em canecas ou em copos pré-aquecidos.

diapositivo2

Gallete des Rois pour mes amis

Cá nos Açores, nós temos a tradição do “menino-mija”, da qual já falei aqui. A expressão é estranha e até um pouco grosseira para quem a ouve pela primeira vez. No entanto, entre o dia 25 de dezembro e o dia de Reis, este ano prolongado pelo fim de semana, todas as famílias açorianas recebem em suas casas amigos, os quais são brindados com as bebidas e as doçuras típicas da época. Esta galette fez parte da mesa num destes convívios natalícios.
Galette des Rois de Chocolate Negro e Frutos Secos
diapositivo1
Ingredientes
  • 2 bases de massa folhada
  • 150 g de chocolate de culinária
  • 120 g de manteiga
  • 95 g de avelãs grosseiramente trituradas
  • 100 g de açúcar em pó
  • 2 ovos
  • 85 g de farinha de noz
  • 1 gema
  • 1 c. (sopa) de leite
Preparação
1. Leve as avelãs a torrar com ou sem pele. Utilizei uma frigideira para o efeito, mas poderá utilizar o forno. Mexa de vez enquanto. Retire a pele. Deixe arrefecer e triture-as grosseiramente. Reserve.
2. Parta o chocolate de culinária em pedaços e leve a derreter no microondas (1 minuto e 10 segundos- 900watts) ou em banho-maria. Junte a manteiga e mexa até esta se fundir no chocolate.
3. Junte a farinha de noz, as avelãs e o açúcar em pó. Envolva.
4. Adicione os ovos inteiros à mistura anterior e envolva bem.
5. Coloque esta mistura no frigorífico por 15-20 minutos para ganhar consistência.
6. Pré-aqueça o forno a 200ºC.
7. Forre um tabuleiro com papel vegetal e reserve.
8. Bata a gema com o leite e reserve.
9. Disponha uma das bases de massa folhada sobre o papel vegetal e com uma faca corte em toda a volta até formar um circulo perfeito com cerca de 28 cm de diâmetro (poderá usar uma forma de bolo para cortar o círculo de massa). Descarte a massa que sobra.
10. Pincele o rebordo da massa com a gema de ovo, em toda a volta e com uma margem de 2cm.
11. Disponha o creme de chocolate e frutos secos sobre a massa folhada e espalhe, alisando a superfície com uma espátula e deixando cerca de 1-2 cm de massa livre em toda a volta (onde pincelou com a gema).
12. Coloque a outra base de massa folhada sobre o creme, alise bem com as mãos e sele as extremidades pressionando ligeiramente com as pontas dos dedos.
13. Corte novamente o excedente de massa fazendo um círculo perfeito.
14. Pincele a superfície da galette com a gema de ovo e use a ponta de uma faca para desenhar algumas riscas sem perfurar a massa.
15. Com um palito faça alguns furos para que o ar saia e a massa folhe de maneira uniforme.
16. Leve a galette ao forno durante 30-35 minutos.
17. Retire do forno e sirva ainda morna ou fria.
diapositivo2
 diapositivo3
Receita e texto da mesma adaptados daqui.
diapositivo1
Votos de um ano de 2017 muito feliz para todos os leitores do Food With a Meaning.