Uma brincadeira de Halloween!

O tema das “cabeças gelatinosas” surgiu ontem enquanto eu e a minha filha folheávamos um livro intitulado “Petiscos Festivos”, que comprámos o ano passado.
Como no armário despenseiro e na fruteira reuníamos todos os ingredientes, avançámos de imediato com a primeira fase da receita. Afinal era véspera de fim de semana e havia mais tempo para embarcarmos em art attacks! Lemos as duas, cuidadosamente, a receita, mas decidimos fazer algumas modificações. Optámos por utilizar gelatina sem adição de açúcar, muito mais saudável. Tratámos, de seguida, de fazer a gelatina de framboesa, uma embalagem com duas saquetas, de acordo com as instruções do pacote, mas substituindo também a adição de água fria por sumo de frutos vermelhos. Colocámos a gelatina num pyrex e levámo-la a pernoitar no frigorífico. Hoje, de manhã, e com uma faca, transformámos o lençol de gelatina em mil cubinhos, com cortes horizontais e verticais. Abrimos uma tampa no cimo de duas laranjas e, com cuidado, retirámos a polpa e o sumo de duas laranjas. Depois, veio a fase mais divertida quando começámos a esculpir os olhos e a boca da nossa cabeça gelatinosa. Por fim, enchemos as cabeças com a gelatina de framboesa e começámos a montar o cenário para as nossas fotos com lanternas em forma de abóboras, velas e aranhas ao jeito halloweenesco!

Esta atividade, muito divertida, fácil de preparar, é ideal para buffets de Halloween. Se for uma festa só para adultos, pode fazer uma variante da receita com álcool, acrescentando um pouco de vodka à gelatina (100ml de vodka) por cada embalagem. A água indicada no pacote poderá ser substituída por sumo de laranja. Poderão ainda alterar a gelatina e a bebida espirituosa. Outra conjugação interessante é gelatina de tutti-frutti e Pisang Ambon.

Happy Halloween!

Cabeças gelatinosas

diapositivo1

Halloween

Halloween

Halloween

halloween

LET THE PARTY BEGIN!

HALLOWEEN

HALLOWEEN

 

HALLOWEEN

Outras ideias  giras aqui e aqui.

Marmelos assados com vinho do Porto e especiarias

Já há imenso tempo que pretendia fazer uma receita com marmelos. Queria que fosse algo que não a simples marmelada, apesar de gostar imenso dela. Lembrei-me do blogue da Isabel Rafael, o inspirador  Cinco Quartos de Laranja, pois tinha a ideia de por lá já ter visto publicadas algumas receitas com este fruto. A pesquisa conduziu-me até a um post que compilava vinte receitas onde o marmelo estava presente. Comecei a clicar nos links e a desfolhar as receitas: umas mais simples e outras mais desafiantes. Depois, pensei que o melhor mesmo seria começar a aventura com este fruto através de uma receita descomplicada: a de marmelos assados com vinho do Porto e especiarias.

Aprovadíssima!

E viva o outono e os seus frutos!

marmelos assados com vinho do porto e especiarias

marmelos assados com vinho do porto e especiarias

Ingredientes

  • 3 marmelos
  • sumo de 1 limão
  • 2 dl de água
  • 4 colheres de sopa de açúcar mascado escuro (usei claro)
  • 1 dl de vinho do Porto
  • 1 pau de canela (substitui por uma colher de café de canela em pó)
  • 1 estrela de anis (coloquei duas)

Preparação

1. Colocar o sumo de limão, a água, o açúcar, o vinho do Porto, a canela e o anis num tacho. Levar ao lume e deixar ferver uns minutos.

2. Cortar os marmelos ao meio. Deixar a casca. Retirar as sementes.

3. Numa assadeira, dispor os marmelo com os cortes para cima e regar os marmelos com a calda de açúcar, vinho do Porto e especiarias.

4. Levar a assar em forno pré-aquecido a 200 ºC durante 60 minutos. Durante a assadura virar os marmelos e regá-los com o molho.

Sugestão de acompanhamento:

Servir os marmelos assados com uma bola de gelado de baunilha.

marmelos

marmelos

marmelos assados com vinho do porto e especiarias

Cheesecake de Aniversário

É possível comemorar-se um aniversário com um cheesecake? Não vejo porque não. É invulgar, isso sim, mas no que toca a desejos, os do aniversariante devem ser concretizados, sempre que possível claro. Se uma dessas vontades é comemorar o aniversário com um bolo de queijo, é algo bem simples de realizar. Aconselhei-me com o meu amigo João Machado, que faz este tipo de doces como ninguém. Adaptei a cobertura ao gosto do aniversariante e à fruta da época, o dióspiro.

Happy Birthday to You!

cheesecake de dióspiro

cheesecake de dióspiro

cheesecake de dióspiro

cheesecake de dióspiro

Cheesecake de Dióspiro
Ingredientes  para a base (forma de 20 cm de diâmetro)
  • 300 g Bolachas Digestivas
  • 4 colheres Manteiga Amolecida
Ingredientes para o recheio
  • 600 gr Queijo Creme 
  • 6 folhas Gelatina Hidratadas
  • 2 c. sopa Sumo de Limão
  • 12 c. sopa Açúcar 
  • 2 c. chá Essência de Baunilha
  • 400 ml Natas
Ingredientes para a cobertura
  • polpa de 6 dióspiros
Preparação
1. Pique bolachas digestivas no processador, junte a manteiga e amasse tudo.
2. Unte a forma de aro amovível com manteiga, no fundo e nas laterais.
3. Forre a forma com esta base de bolacha e leve ao frio enquanto prepara o recheio.
4. Numa taça, leve ao micro-ondas as folhas de gelatina hidratadas e misturadas com sumo de limão.
Deixe dissolver durante cerca de 10 segundos, mexa e reserve.
5. Coloque o queijo creme numa taça, junte 8 colheres de açúcar e a essência de baunilha, bata tudo e acrescente depois a gelatina dissolvida. Envolva bem e reserve.
6. Numa taça, bata as natas,  até começarem a armar. Nessa altura, aromatize com umas gotas de sumo de limão, adoce com quatro colheres de açúcar, e continue a bater.
7. Quando estiverem prontas, junte as natas ao preparado de queijo e envolva-os na perfeição. Verta por cima da base de bolacha, alise e leve ao frigorífico durante umas horas.
8. Descasque os dióspiros e retire-lhes a polpa. Se estiverem bem maduros, esmague a polpa ligeiramente com um garfo. Retire agora a forma do frigorífico e preencha-a com a polpa, nivelando para que fique uniforme.
9. Leve de novo ao frio e desenforme apenas na altura de servir.
receita adaptada de Filipa Gomes

cheesecake de dióspiro

Diospirochiando

Como é sabido, os melhores frutos são sempre os da época. Estamos no outono e, por esse motivo, os dióspiros ganham destaque nas bancas dos mercados. Felizmente, e como temos no nosso pomar um diospireiro, têm havido bastantes diospiros cá por casa. Sem dúvida que a melhor forma de apreciá-los é mesmo saboreá-los ao natural ou assados com um pouco de canela. Contudo, desta vez resolvi combinar o diospiro com sementes de chia com leite de amêndoa e, assim, criar uma sobremesa, um pequeno-almoço ou um lanche bastante saudável. Esta é de facto uma receita de elaboração muito rápida, repleta de sabor e que, acima de tudo, transpira saúde.

Nas últimas décadas, a semente de chia tem-se tornado um importante alimento na nutrição humana devido às suas características nutricionais. Esta semente destaca-se pelo grande teor de ómega 3, de fibras alimentares e de proteínas. Estes aspetos concorrem para que o consumo da Chia esteja associado a vários benefícios na saúde humana. Podemos utilizar a chia na forma de semente, de farinha e de óleo, mas devido as características mencionadas anteriormente, as sementes têm sido utilizadas como matéria-prima na elaboração de alimentos do dia-a-dia. Algumas das principais aplicações das sementes incluem o seu uso como complemento dietético e como ingrediente em barras de cereais, biscoitos, massas, pães, lanches, iogurte, entre outros.

Copos de Dióspiro com Chia e leite de Amêndoa (sem glúten e sem lactose)

Copos de Diospiro com Chia e Leite de Amêndoa

diospiro

diospiro

chia

fonte desta foto

Copos de Diospiro com Chia e Leite de Amêndoa

Copos de Diospiro com Chia e Leite de Amêndoa

Ingredientes para 4 copos

  • 6 dióspiros maduros e refrigerados
  • 5 colheres de sopa de sementes de chia
  • 400-450 ml de leite de amêndoa refrigerado
  •  1 colher de sobremesa de aroma de baunilha q.b.
  • canela em pó q.b.
  • granola para decorar

Preparação

  1. Numa taça, junte as sementes de chia, o leite de amêndoa e o aroma de baunilha. Envolva e deixe repousar, fora ou dentro do frigorífico, cerca de trinta minutos.
  2. Descasque os dióspiros e passe-os ligeiramente pela varinha mágica. Não triture muito.
  3. Faça camadas com o preparado com a chia e com a polpa do dióspiro reservada.
  4. Termine com granola e pozinhos de canela. (Poderá também optar por adicionar a canela ao preparado de chia)
  5. Saboreie de imediato ou no próprio dia, refrigerado.

Copos de diospiro com chia e leite de amêndoa

Copos de diospiro com chia e leite de amêndoa

Workshop para Crianças e Jovens “Bolos na Caneca”- 15 de outubro na loja DeBORLA da Terceira

O workshop de ontem foi uma total surpresa! E sabem porquê? Foi constituído apenas por meninos, apesar de na lista de inscritos constarem também meninas. Foi uma tarde eletrizante, porque os participantes estiveram repletos de energia e iniciativa. Como foram menos participantes do que o habitual, os meninos tiveram a oportunidade de fazer muitos bolinhos e de aprenderem várias técnicas no que toca à elaboração dos aparentemente simples bolos de caneca. Adorei os momentos que passei com este público masculino, que foi muito além de TOP! Pelo que pude assistir em termos de aptidões culinárias, estive mesmo perante reais mini-chefs!

Eis os bolinhos deliciosos que fizemos nas fantásticas canecas da nova coleção DeBORLA e a partilha de uma das receitas confecionadas.

Bolo de Nutella (com topping de Bolacha Digestiva, Nutella, Pepitas de Chocolate e Pepitas de Amendoim)

img_9334
img_9356

Ingredientes

• 4 colheres de açúcar • 3 colheres de chocolate em pó • 4 colheres de farinha • 3 colheres de leite • 1 colher de óleo • 1 ovo • ½ colher de chá de fermento • Nutella – umas 2, 3 colheres

Preparação

1.Comece por adicionar o ovo e os restantes líquidos. Bata com um garfo.

2. Misture os restantes ingredientes muito bem até que fique uma massa sem grumos.

3. Coloque a caneca no microondas durante aproximadamente 2 minutos (700 watt) ou 1 minuto e meio (900 watt).

Decore com bolacha digestiva esmagada e pedaços de amendoim, colheradas de Nutella ou de manteiga de amendoim. Termine com pepitas de chocolate e de manteiga de amendoim.

Bolo de Laranja com calda de laranja

img_9359

img_9348

Bolo de Baunilha e Mirtilos com Chantilly

img_9320

img_9332

Bolo de Limão com Lemon Curd

img_9323

img_9349

Bolo de Bolacha Oreo

img_9370

img_9369

Bolo de Chocolate com Caramelo Salgado e Amendoins

img_9343

Se desejarem espreitar os momentos de interação de ontem à tarde, estes encontram-se no link abaixo:

Workshop Bolos na Caneca
terceira_bolocaneca_web

Workshop “Cozinhar com Leguminosas” no Centro de Ciência e uma receita de bolachas

A ONU declarou o ano de 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas, com o propósito de elevar a consciência sobre a potencial importância do papel desses alimentos na promoção da saúde, nutrição, bem como na segurança alimentar e sustentabilidade ambiental.

As leguminosas têm pouca gordura e muita fibra na sua composição. Isso faz com que causem uma sensação de saciedade no organismo. Sendo assim, a fome repentina e os picos glicémicos ficam mais controlados, ajudando no controle da diabetes. As fibras presentes nesses grãos ainda previnem a obstipação organismo. Para além disso, são uma fonte de energia, devido aos hidratos de carbono presentes, de vitaminas, a maior parte do complexo B e de outros minerais importantes: ferro, cálcio, magnésio, zinco, potássio e fósforo. Segundo os nutricionistas, a eficácia das leguminosas é ainda maior se se ingerirem na mesma refeição dois tipos diferentes, para equilibrar a ingestão de aminoácidos.

As leguminosas não são legumes. O termo legume refere-se às partes comestíveis das plantas. Já as leguminosas são tipos de plantas cujas sementes/grãos crescem em vagens: feijão, grão, ervilha, lentilha, soja, amendoim, tremoço, etc. Algumas espécies podem ser consumidas quando ainda verdes, como a ervilha, o feijão e as respetivas vagens. Outras podem ser utilizadas na forma germinada, como os rebentos de soja, de feijão, etc. A grande maioria, porém, é consumida na forma seca. As leguminosas são compostas por 50% de hidra- tos de carbono e cerca de 23% de proteínas, exceto a soja que possui 38%. A soja e o amendoim são oleaginosas (maior conteúdo lípido). Os feijões, a fava, o grão, o tremoço, a ervilha e a lentilha são não oleaginosas (menor conteúdo de gordura). O consumo de leguminosas é muito importante uma vez que estas apresentam qualidades nutricionais desejáveis. Para além disso, podem conservar-se por muito tempo na forma seca ou enlatada e são de fácil preparação.

&

No passado sábado, dia 8 de outubro, dinamizei dois workshops no Centro de Ciência de Angra do Heroísmo a convite da Associação para o Estudo do Ambiente Insular. A ação pretendeu sensibilizar crianças e adultos para a importância da inclusão das leguminosas na nossa alimentação. Foram momentos de interação e muita partilha! Obrigada a todas as participantes pela vossa presença e colaboração.

Se tiverem curiosidade em ver  os momentos e as receitas do workshop cliquem nos links abaixo.

workshop Cozinhar com Leguminosas

workshop Cozinhar com Leguminosas

Vou agora partilhar convosco uma das receitas elaboradas.

Bolachas de Grão-de-Bico e Chocolate (vegan; sem glúten)

cookies de chocolate e grão-de-bico

img_9088

Ingredientes

  • 1 chávena e meia de grão cozido
  • ½ chávena de manteiga de amendoim
  • 1/2 chávena de amendoim frito e salgado grosseiramente triturado
  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavado
  • ⅓ chávena de xarope de ácer (utilizei caramelo líquido)
  • 1 colher de sopa de extrato de baunilha
  • ¼ de colher de chá de sal de mesa
  • ¼ colher de chá de fermento para bolos
  • ¼ colher de chá de bicarbonato de sódio
  • ½ chávena de pepitas de chocolate

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno a 200 C. Forre um tabuleiro com papel vegetal.
  2. Misture num processador todos os ingredientes  até estarem bem incorporado, exceto as pepitas de chocolate.
  3. Transfira a massa para uma tigela e adicione as pepitas de chocolate. Misture.
  4. Use uma colher de gelados, ou faça bolas de massa com as mãos e posicione-as bem afastadas umas das outras no tabuleiro.
  5. Decore com mais pepitas e metades de amendoim.
  6. Leve ao forno durante 20 a 25 minutos.

Dica para Bolachas em SOS:

Se preferir, prepare a massa de bolachas, coloque-a em película aderente, forme um rolo e congele. Quando desejar, retire-as do congelador, corte rodelas, coloque-as de imediato num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve a cozer. Terá bolachas quentinhas e prontas em 25 minutos.

cookies de chocolate e grão-de-bico

 

 

Tapenade com planta do gelo e bolacha de algas em dia de feriado

Hoje, comemoramos o feriado de 5 de outubro, que celebra a Implantação da República Portuguesa, datada de 1910, e o fim do regime monárquico então vigente. Este dia relembra também a assinatura do Tratado de Zamora em que Afonso VII de Leão e Castela reconhecia Portugal como reino independente em 1143.  Estas são duas boas razões para se trazer aqui hoje uma entrada dedicada a este país à beira-mar plantado. Eis uma sugestão bem marisqueira, que conjuga as anchovas, a azeitona e o azeite,  produtos tão portugueses e a planta do gelo, com notório sabor a frutos do mar.

Tapenade com planta do gelo e bolacha de algas

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)

(poderão encontrar esta tábua de servir na sua loja DeBORLA)

Ingredientes
• 200g de azeitonas pretas sem caroço
• 2 colheres de sopa de alcaparras
• 2 dentes de alho pequenos
• 10 colheres de sopa de azeite
• 1 limão (sumo e raspa)
• Sal q.b.
• Planta do gelo ( 2 raminhos para a tapenade e outros dois para decorar)- gentilmente cedida pela Quinta Biológica BioFontinhas

Preparação
Coloque numa picadora as azeitonas, as alcaparras, a planta do gelo – que incluirá um toque de sabor a mar- e os dentes de alho . Acrescente algumas raspas de limão, parte do sumo e o azeite. Triture e prove para conferir o sabor. Tempere com sal e ajuste o sumo e raspa de limão, se desejar. Decore com raminhos de planta do gelo. Sirva com bolachinhas de algas. Estas bolachas não contêm ovo, leite, aditivos, mas têm alto teor em fibra e em gorduras insaturadas. São adoçadas com melaço de cana. Vêm em embalagens de 4 saquetas com 4 bolachas integrais e são da marca Cem Porcento.

Tapenade com planta do gelo (da Quinta Biológica Bio Fontinhas)