Compota de cereja amarela

Diapositivo1

Esta compota revestiu-se de um significado especial pois foi confecionada durante o mês de julho, em casa da minha sogra, na aldeia de Gimonde, concelho de Bragança. Depois de uma tarde bem passada na quinta de um amigo do meu sogro, em Quintanilha, o regresso viu o porta-bagagem repleto de caixas de ameixas, pêras, figos e cerejas.  Ainda na quinta, e de escadote debaixo do braço, fomos os quatro até à cerejeira. Ficámos desde logo a saber que parte da fruta pertencia aos pássaros. Assim que estendemos a escada contra a árvore, saiu a esvoaçar um bando de aves saciadas. Tinha chegado a nossa vez. Enchemos dois sacos grandes ao mesmo tempo que saboreávamos as doces e viciantes cerejas, mesmo sem as lavar. Uma inconsciência que nos podia ter valido uma dor de barriga. Tivemos sorte.  Ao chegarmos a casa, o destino de parte das cerejas já estava traçado. E que docinhas eram estas cerejas amarelas.

Diapositivo2

Para a minha filha, o alcançar os ramos pesados com as cerejas representou uma folia: um misto de excitação por estar longe do chão e de abundância por querer colher muitas cerejas.

Diapositivo3

A tarefa mais difícil foi a de tentar colher as cerejas com os pezinhos, para que se conservassem por mais tempo. Por estarem tão madurinhas isto tornou-se quase uma missão impossível.
Diapositivo2

Diapositivo4Diapositivo3

 

Compota de Cereja Amarela

Ingredientes

3 kg de cerejas descaroçadas

2 kg de açúcar branco

2 paus de canela

2 copos  de água (400 ml)

4 cascas de limão sem a parte amarela

Diapositivo5

Preparação
1. Lavar as cerejas em várias águas até sair o pó ou alguma sujidade. Escorrer muito bem.
2. Descaroçar a fruta e reservar.
3. Num tacho largo colocar o açúcar, os paus de canela  e a água; deixar ferver até fazer ponto de pérola*1
1* atinge-se o ponto pérola quando a calda, após cinco minutos de fervura, cai em fio formando uma bolinha na ponta.
4. Juntar as cerejas e deixar que levante novamente fervura. Baixar o lume para o mínimo.
5. Ao fim de cerca de hora e meia, juntar as cascas de limão.
6. Deixar cozer até fazer ponto de estrada*2
2* atinge-se o ponto de estrada quando ao  passar uma colher de pau no fundo da panela, ou na porção de doce que colocarmos num prato,  se formar uma estrada que não se une de imediato.
7. Retirar os paus de canela e as cascas de limão.
8. Verter o doce ainda quente para frascos esterilizados. Fechar de imediato e virar os frascos ao contrário para que criem vácuo.
Dica. Esta compota fica deliciosa com qualquer tipo de pão, mas conjugada com queijo fresco é mesmo saborosa.
Diapositivo6

Uma boa semana para todos!

Patrícia

Anúncios

8 thoughts on “Compota de cereja amarela

  1. Elsa Gouveia

    Depois de ter visto aquele por lindo no face aqui estou eu ara ver com mais pormenor. Também não conhecia cereja amarele mas que coisa mais linda mesmo e a compota bem… qualquer coisa linda, diferente e o sabor também deve ser fantástico! Vou começar a a procurar essa maravilha chamada cereja amarela 🙂
    Aproveitei também ara me tornar seguidora de mais um blog maravilhoso! Parabéns Patrícia.
    Beijinhos!!
    http://cozinhapratosecopos.blogspot.pt/

    Gostar

    • foodwithameaning

      Obrigada Elsa. As cerejas amarelas já vão sendo uma raridade e há que divulgar estas coisas para ver se as preservam. Aqui nos Açores as cerejeiras não se dão mas quando vou ao continente na época delas fico sempre deliciada.
      Beijinhos
      Patrícia

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s