Panquecas de arroz…o começo deste domingo de Carnaval

É oficial. Estamos no Carnaval. É difícil passarmos pelas ruas e não vermos as serpentinas de papel espalhadas pelas ruas ou à porta dos locais onde decorrem bailes e assaltos de Carnaval. É raro encontrarmos, pela noite dentro,  sociedades e casas de povo com lugares vagos para assistirmos aos bailinhos ou às danças. Aqui na ilha, festeja-se um Carnaval que elege o teatro popular repleto de música e sátira social. Ontem foi a minha segunda ronda noturna a assistir aos bailinhos. Este ano, optei pela Sociedade União dos Lavradores da Ribeirinha e estou a adorar aquele espaço, as pessoas e o restaurante, também, local onde no intervalo das danças podemos saborear uma suculenta bifana no pão, rodelas de morcela e linguiça acompanhadas com pão de milho, o tradicional prato de codernizes, tão afamado nesta sociedade, as aromáticas moelas de pica-pica ou ainda o prato de polvo, feito à boa maneira terceirense. É só escolher, comer e voltar para o salão, esperando que o casaquinho que ficou a marcar o lugar não tenha dado lugar ao traseiro de outra pessoa. É curioso ver que muitas senhoras, especialmente as mais idosas, acampam literalmente no salão de festas. Saem de casa com uma almofadinha, caso o banquinho não disponha bem após várias horas sentadas; trazem um verdadeiro saco à “Sport Billy”, de onde tudo sai e se transforma, desde a batata-frita ao biscoito e ao suminho. Os anos ensinaram-lhes que sair do lugar é um risco, tal é a afluência de pessoas nestes recintos festivos. Tal como acontece durante as festas Sanjoaninas, no dia do desfile de abertura e no dia das marchas, nas sociedades existem também aqueles que vêm munidos de casa com um banquinho para se ajeitar nos corredores laterais bem juntinhos à parede para não interromperem “muito” a passagem. E o que eu adoro mesmo nisto tudo é observar as pessoas que, ano após ano, continuam a manter esta tradição das danças e dos bailinhos. E também gosto de encontrar os meus alunos e ver que há mais vida para além da escola, constatando que são músicos, cantores e até atores de excelência, porque vivem intensamente esta cultura popular que é deles e de quem se lhes quiser juntar nestes dias carnavalescos.

À conta do Carnaval, a minha cozinha tem andado em stand-by.
Hoje de manhã, e para ganhar energias depois da noitada, fiz estas panquecas de arroz para o pequeno-almoço. Os miúdos adoraram.

Uma excelente forma de começar o dia, não acham?

Diapositivo1

Ingredientes

160 g de farinha de trigo

100 g de farinha de arroz

50 g de açúcar

2 colheres de chá de fermento Royal

1/2 colher de chá de sal

340 g de leite

1 ovo grande ou 2 médios

35 g colheres de sopa de manteiga

1 colher de café de aroma de baunilha

Preparação Bimby

1. Deitar todos os ingredientes no copo e programar 20 segundos, velocidade 5.

2. Untar levemente uma frigideira com manteiga, levar ao lume, e quando estiver quente  fazer as panquecas, deitando pequenas porções de massa. Assim que começar a fazer pequenas bolhas é altura de virar para cozer do outro lado.

Preparação Tradicional

Numa taça deitar todos os ingredientes e com a ajuda  da varinha-mágica bater bem até estar tudo bem incorporado.

Para fazer as panquecas proceder como está indicado anteriormente no ponto 2.

Diapositivo2

Abaixo, deixo-vos as fotos e os links de receitas típicas do Carnaval da ilha Terceira e dos Açores.

*As “filhoses” de forno
dscf0191_filhc3b3s-de-forno

https://foodwithameaning.wordpress.com/2012/02/21/filhos-de-forno-presenca-obrigatoria-no-carnaval-terceirense/

*Os coscorões
Diapositivo3
https://foodwithameaning.wordpress.com/2013/02/10/bailinhos-e-coscoroes-em-team-work/

*As malassadas
Diapositivo1
https://foodwithameaning.wordpress.com/2014/01/26/malassadas-e-as-memorias-escondidas-em-sabores/

As rosas do Egito
Diapositivo1
https://foodwithameaning.wordpress.com/2013/12/20/rosas-do-egito-na-mesa-do-natal/

As donetes
Diapositivo1
https://foodwithameaning.wordpress.com/2012/12/30/donuts-ou-donetes-a-moda-da-terceira-e-um-feliz-2013/

Advertisements

5 thoughts on “Panquecas de arroz…o começo deste domingo de Carnaval

  1. maria de lourdes araujo

    OLÁ !!!
    NOSSA ASSIM VAMOS PULAR E MUITOO!!
    ÔBA AMEI ESSA RECEITA CHEGOU NA HORA CERTA, OBRIGADO MUITO BOA RECEITA E DELICIOSA….
    BEIJOS LOURDES ARAUJO…….

    Gostar

  2. panelasemdepressao

    Olá Patrícia,
    Ao contrário de ti, não sou de Carnaval. Mas sou muito de panquecas 😉
    Por isso, estou certa que vou experimentar esta versão. Nunca sei bem o que fazer com a farinha de arroz que anda lá por casa…
    Um beijinho e bom Carnaval!
    Guida

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s