Cor…precisa-se

As saladas fazem sempre parte das nossas refeições, tal como as sopas. Ter crianças em casa obriga-nos a ter mais cuidados com a alimentação. Por norma, utilizo a alface na base da maioria das saladas. Contudo, nesta salada,  a rainha dos ingredientes foi mesmo a acelga, que riscou o verde da folha ora de vermelho ora de amarelo. Os rabanetes, os tomates-cereja, os cubinhos de queijo feta e os orégãos contibuíram também para esta paleta de cores e de sabores.

Diapositivo1

acelgas

Ingredientes para a salada

folhas de acelgas vermelhas e amarelas

alface

6 rabanetes

cubinhos de queijo feta

tomates-cereja

meia cebola roxa

orégãos secos

sal

Preparação

1.Lave as folhas das acelgas e seque-as num pano de cozinha ou numa marmita própria para escorrer saladas. Reserve.

2. Descasque uma cebola roxa e corte-a em rodelas muito fininhas.

3. Lave os rabanetes e sem os descascar corte-os em rodelas quase translúcidas.

4. Lave os tomates-cereja, corte-os ao meio. Reserve.

5. Junte todos os ingredientes e misture-os. Decore com cubos de queijo feta e polvilhe com orégãos.

Na hora de servir, misture o vinagrete de hortelã em toda a salada.

Diapositivo3

Ingredientes para o molho  vinagrete de hortelã

2 colheres de vinagre de sidra

1/4 de chávena de azeite

4 folhas de hortelã

sal de mesa

Preparação

1. Com um garfo bata o azeite, misturando-o com o vinagre de sidra.

2. tempere com sal de mesa

3. Adicione a hortelã picada ao molho e envolva com uma colher.

Obrigada vizinho António por mais uma vez contribuir para o colorido da minha mesa.

Anúncios

Metida em assados…

Hoje estive literalmente metida em assados. O dia amanheceu chuvoso e frio, demasiado outonal em plena primavera. Vá-se perceber estas estações! Não sei se se deveu à mudança da hora, mas eram as onze e já tinha um tacho de canja ao lume e um tabuleiro de frango assado com batatas no forno. Nada melhor do que um assado aromatizado com alecrim para perfumar a cozinha.

Diapositivo1

Ingredientes

2 frangos cortados em pedaços
meio limão médio
ramos de alecrim
4 colheres de sobremesa de alho em pó
1 cerveja
400 ml de caldo de galinha
meio pacote de sopa de cebola
2 colheres de café de pimentão doce
1 colher de café de pimenta preta
2 bagas de piri-piri
2 folhas de louro
sal

Preparação

1. Coloca-se o frango já lavado e cortado em pedaços numa assadeira e tempera-se com sal, com o louro, com o sumo de limão, com alho em pó, com a sopa de cebola, com as especiarias e com raminhos de alecrim.
2.Verte-se a cerveja.
3.Num tacho, coloca-se 400 m de água e um caldo de galinha. Deixa-se levantar fervura e adiciona-se ao assado.
5. Descascam-se as batatas, temperam-se com sal e envolvem-se no frango. Certifiquem-se que fiquem todos os elementos com molho até meio.
6. Leva-se a assar a 220 C, com a resistência de baixo apenas, até que o frango esteja assado- cerca de uma hora.
7.Por duas ou três vezes, abre-se a porta do forno e rega-se o frango com o caldo e os sucos destilados.
Diapositivo2

Depois do assado estar pronto, é hora de pôr a mesa e de nos deliciarmos com este prato caseiro tão aromático.
Diapositivo3

Enjoy!

Diapositivo4

Um excelente domingo para todos!

Deixo aqui outro assado, ainda mais aromático do que este. Ora vejam!

Entrada de primavera…queijo fresco com mel, ervas e amêndoa torrada

Esta foi mesmo a minha primeira entrada de primavera. Aconteceu num jantar em casa de amigos na passada sexta-feira. Provei e adorei. A receita foi feita pelas mãos da Carla e do namorado e trazida da ilha do Faial.

A frescura e leveza do queijo contrasta com o doce do mel e com as ervas aromáticas, criando um jogo de texturas entre a suavidade do queijo e o crocante da amêndoa levemente torrada. Sublime!

Obrigada Carlinha!

Diapositivo1

 

Reproduzi a receita como entrada para o jantar de segunda-feira e decorei a travessa com flores colhidas pela minha pequenita.

 

Diapositivo3

 

 

Celebremos então esta nova estação!

Diapositivo1

 

Ingredientes

2 queijos frescos (de leite de vaca ou de cabra)

2 colheres de chá de mel

Ervas aromáticas e especiarias para saladas (utilizei da Margão)- cebolinho; mostarda; salsa; alho; chalota; estragão; noz moscada e pimenta

amêndoa laminada

 

Modo de Preparação

1. Retiram-se os queijos das embalagens e escorrem-se bem. Colocam-se numa travessa.

2. Polvilham-se com a mistura de ervas.

3. Verte-se por cima de cada queijo uma colher de chá de mel

4. Finaliza-se com amêndoa laminada torrada previamente numa frigideira ou no forno.

Serve-se de imediato.

 

Diapositivo4

Diapositivo2

E viva a primavera!

Diapositivo2

 

Amor às camadas

O mês de março é o mês do meu filho e do meu pai. Fazem ambos anos com apenas seis dias de diferença um do outro. O Tomás no dia doze e o meu pai no dia dezoito.
Este bolo foi feito para o aniversário do meu filho. Celebrámos então todos juntos 13 anos de amor às camadas.
O bolo deste ano elegeu o chocolate subtilmente aromatizado com melaço e vinho do porto. Um bolo encorpado e aglomerador recheado com chantilly baunilhado.

Diapositivo1

Diapositivo1

Ingredientes para o bolo

2 chávenas de açúcar

5 0v0s

200 ml de natas

100 ml de leite

100 ml de vinho moscatel ou porto

2 chávenas de farinha

1 pacote de cacau

2 colheres de sopa de melaço

1 colher de café de aroma de baunilha

1 colher de sopa de fermento

1 colher de café de bicarbonato de sódio

1 pitada de sal

Modo de Preparação

1. Batem-se as gemas com o açúcar e com as natas até o açúcar perder o granulado.

2. Adiciona-se o cacau, o melaço e o vinho moscatel. Bate-se muito bem.

3. Junta-se o leite e bate-se novamente.

4. Vai-se adicionando a farinha peneirada, previamente misturada com o fermento e o bicarbonato.

5. Batem-se as claras em castelo e envolvem-se na massa com uma colher de pau.

6. Unta-se uma forma redonda sem buraco com manteiga e polvilha-se com farinha.

7. Verte-se a massa para a forma. Bate-se com a forma uma ou duas vezes na bancada para uniformizar a massa e eliminar alguma bolha de ar que tenha ficado.

8. Leva-se a cozer em forno pré-aquecido, a 200 ºC,  durante 45 a 50 minutos.

Diapositivo4Diapositivo3

Ingredientes para o recheio e decoração

800 ml de natas (4 caixas)- utilizei frescas

açúcar em pó q.b. (ir adicionando e provando até ficar a gosto)

1 colher de chá de aroma de baunilha

frutos silvestres

Modo de Preparação

1. Batem-se as natas até ganharem volume e ficarem endurecidas.

2. Adiciona-se o aroma de baunilha e o açúcar. Bate-se muito bem.

3. Corta-se o bolo em três camadas (depois de totalmente arrefecido) e recheia-se com o chantilly.

Dicas

1. Poderão regar cada camada de bolo com licor de amora.

2. Poderão colocar alguns frutos silvestres entre as camadas. Eu optei por dispo-lo apenas na decoração do bolo.

Sirvam-se de uma fatia!

Diapositivo2

Açorda de ervilhas com ovo a cavalo

Quando penso numa receita de conforto, o pão tem de estar presente. Em vez das tradicionais ervilhas guisadas com chouriço ou linguiça, decidi introduzir nesta receita uma base de pão, transformando um mero estufado numa açorda suculenta que aglomerou todos os sabores. As fatias de pão caseiro foram previamente barradas com manteiga, decoradas com folhas de hortelã e dispostas no prato ou na terrina. O estufado de ervilhas foi vertido sobre o pão, deixando um ovo escalfado no cimo do pódio, heróico, à espera da primeira garfada.

Diapositivo2

Ingredientes para 4 pessoas

1 kg de ervilha (fresca ou congelada)
½ linguiça da terra
4 ovos
1 cebola grande
5 dentes de alho
1 lata de tomate triturado
1 caldo de carne
1 copo de vinho branco bem cheio
Especiarias (pimenta da Jamaica em grão; pimenta preta; piri-piri)
Azeite q.b.
2 copos cheios de água
Sal q.b. e uma folha de louro

Modo de Preparação

1. Faz-se um refogado em azeite com a cebola, o louro e o alho picado.

2. Tira-se a pele à linguiça e corta-se às rodelas. Junta-se ao refogado e vai-se mexendo durante dois minutos até a linguiça ficar ligeiramente tostada.

3. Junta-se o vinho, a água e a polpa de tomate e deixa-se ferver.

4. Adicionam-se as ervilhas, o caldo de carne e os temperos. Deixa-se cozinhar até a ervilha estar quase cozida.

5. Partem-se os ovos, um a um, e vão se colocando por cima das ervilhas, mas separados uns dos outros. Tapa-se o tacho e deixa-se cozer os ovos.

6. Depois, dispõe-se numa terrina pão caseiro fatiado, barrado com manteiga, e folhas de hortelã. Coloca-se por cima deste pão o guisado, com bastante molho para ser absorvido pelo pão.

Diapositivo1

Delicioso!

Poderão encontrar a mesma receita, mas confecionada com favas no Receitas ao Desafio.

http://receitasaodesafio.blogspot.pt/2011/04/favas-guisadas-com-ovos-

Simplesmente toranja

Toranja grelhada com açúcar mascavado, canela e vinho do porto

Um splash de sabor é como consigo descrever esta receita. Foi mesmo uma surpresa muito agradável em termos de produto final. É também a sobremesa ideal pois pode ser preparada minutos antes da hora de servir. Enquanto os convidados se entretêm com dois dedos de conversa, escapamo-nos até à cozinha, ligamos a tostadeira, cortamos as toranjas em metade, polvilhamo-las com açúcar mascavado escuro e com uns pozinhos de canela. Vertemos uma colher de café de vinho do porto por cima de cada metade e colocamos as duas metades da toranja na tostadeira com grelha, já bem quente. Deixamos que a fruta aqueça e fique ligeiramente tostada. O açúcar começa a caramelizar e a conjuntamente com o sumo da toranja conjugam sabores, perfumados pela canela e pelo vinho do porto.

Toranja grelhada com açúcar mascavado, canela e vinho do porto

Antes de ir à tostadeira/grillToranja grelhada com açúcar mascavado, canela e vinho do porto

Toranja pronta a ser servida

Toranja grelhada com açúcar mascavado, canela e vinho do porto

Que bom aspeto, não acham?

&

Um pouco de música para começar a semana! Também em formato de Toranja!

Conjugação

Diapositivo2

Cozinhar é acima de tudo conjugar; é a arte de combinar ingredientes, mesmo que, por vezes, a estética não faça parte do ato criativo. Nesta conjugação está frequentemente a intenção de aproveitamento, como foi o caso desta receita. Reinventaram-se as sobras e transformou-se o velho em novo. Adoro esta alquimia caseira, especialmente quando se traduz em pratos de fácil preparação e cheios de sabor.

Diapositivo1

Ingredientes

1 embalagem de penne rigate (marca Buitoni)

sobras de frango desfiado (utilizei de churrasco)

alcaparras XL (brigantinas)

tomate seco (conservado em azeite)

orégãos secos

pimenta preta

3 colheres de sopa de azeite

1 colher de sopa de óleo

2 dentes de alho

salsa

Modo de Preparação

1. Desfia-se o frango. Reserva-se.

2. Coloca-se duas colheres de azeite numa caçarola e adiciona-se o alho picadinho. Deixa-se alourar, sem queimar.

3. Junta-se o frango e tempera-se com pimenta preta. Envolve-se com uma colher de pau. Junta-se mais uma colher de sopa de azeite.

4. Adicionam-se as alcaparras e os pedaços de tomate seco. Polvilha-se com orégãos.

5. Num tacho, coloca-se água e o óleo e deixa-se ferver. Tempera-se com sal e introduz-se a massa, seguindo as instruções de cozedura presentes na embalagem. Depois de cozida, escorre-se muito bem.

6. Envolve-se  a massa com o preparado do frango. Tapa-se a caçarola durante 5 minutos.

7. Na hora de servir, polvilha-se com salsa fresca.

Este prato pode ser acompanhado com uma salada verde.