Pá de porco com segurelha e arroz à cavador

pá de porco com segurelha e arroz à cavadorO uso da segurelha remonta há mais de dois mil anos. Já era usada como tempero por gregos e romanos. Conhecida por seus poderes afrodisíacos, também era usada como anti-séptico no combate às pragas. De origem mediterrânea, foi levada pelos romanos para o Norte da Europa, de onde espalhou-se pelo mundo. É tema de vários poemas, de Virgílio a Shakespeare.
Além de ser bom digestivo, é muito usada para acompanhar o feijão, dando sabor a legumes, carnes, peixes, fígado e sopas. É parte essencial dos famosos Fines Herbes e Herbes de Provence (temperos franceses com várias ervas).
Com poderes para estimular os sentidos, a segurelha é recomendada, especialmente, para ativar o apetite e nos casos de cólicas e indigestão. É um anti-séptico conhecido para o tratamento de picadas de insetos.

fonte

&

Depois de ter sabido destes aspetos positivos da segurelha, resolvi utilizá-la na aromatização deste assado e do arroz que o acompanhou.

Os comensais de fim de semana aprovaram. Partilho então as receitas convosco.

pá de porco com segurelha e arroz à cavador

 

pá de porco com segurelha e arroz à cavador

Ingredientes para a carne
2 peças de pá de porco
1 copo de vinho branco
sumo de meio limão
alho em pó
6 dentes de alho
1 colher de café rasa de gengibre ralado
mistura de 5 pimentas
piri-piri em pó
1 folha de louro
segurelha
azeite
sal

Preparação

Numa assadeira coloquei a carne e temperei com sal, com quatro dentes de alho, esmagados com espremedor de alhos, com o gengibre e com o sumo de limão.Quebrei a folha de louro em seis partes. Polvilhei ambos os lados da carne com alho em pó, mistura de 5 pimentas e piri-piri. Reguei com azeite e verti um copo de vinho por cima da carne. Coloquei alguns ramos de segurelha por cima da carne e no molho. Levei ao forno a assar durante 2 horas, virando a carne e regando-a de vez em quando com o molho.Fatiei a carne e reguei-a com o molho sobejante antes de servir.

pá de porco com segurelha e arroz à cavador

Arroz à Cavador

Ingredientes para  4 a 6 pessoas

500 g de couve picada grosseiramente

1dl de azeite

meia cebola média

1 cenoura

1 tomate grande maduro

1 lata pequena de feijão manteiga

1 dente de alho

3,5 chávenas de água a ferver

1 chávena de arroz

1 raminho de segurelha

sal

Preparação

1. Lavam-se e picam-se as couves. Reservam-se.

2. Faz-se um refogado com meia cebola e 1 dente de alho.

3. Adiciona-se um tomate maduro pelado e partido aos pedacinhos.

4. Adiciona-se a cenoura cortada finamente aos quartos e as couves. Acrescenta-se mais um pouco de azeite e salteiam-se os legumes mexendo com uma colher de pau.

5. Junta-se o arroz, envolvendo-os com os legumes.

6. Adicionam-se três chávenas e meia de água a ferver.

7. Tempera-se com sal.

8. Envolve-se tudo novamente com a colher de pau.

Deixei levantar fervura. Adicionei o feijão e o raminho de segurelha. Mexi com a colher de pau. Tapei o tacho e deixei cozinhar em lume baixo até a água se evaporar e as cenouras e as couves se apresentarem cozidas.

Uma excelente semana!

Advertisements

8 thoughts on “Pá de porco com segurelha e arroz à cavador

  1. Lina

    Olá Patrícia, que maravilha deve ser esse arroz! Sabes que eu sou de uma terra onde, raramente, se faz arroz de “nada”. Normalmente acrescenta-se sempre um legume, mas nunca uma conjugação tão rica como neste! Que bela refeição, essa pá de porco com este arroz, adorei!
    Beijinhos

    Gostar

  2. Ondina Maria

    Este ano plantei segurelha mas ainda não a tinha utilizado porque dá-me a sensação de ser para pratos quentes de outono ou inverno. Esta semana já a vou poder utilizar, quem sabe hoje, com um perú que lá tenho 🙂

    Gostar

  3. Lia

    Claro que os comensais aprovaram, pois com esta apresentação divina em que os olhos comem logo, a combinação magnífica de ingredientes escolhidos e, imagino eu, o aroma que emanavam, só pode ter sido uma refeição dos Deuses!
    Beijinhos,
    Lia.

    Gostar

  4. Catarina Sá

    Só o aspecto deixa antever que é comidinha da boa!! Aqui não encontro segurelha, mas quando vou à aldeia do meu pai encontra-se em qualquer canto. Lá por casa usam para chás medicinais mas agora que partilhaste connosco mais este vertente vou dizer à minha mãe para usar na carne.

    beijinhos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s