Enquanto houver figos…

figo_foodwithameaning

O figo é um falso fruto, pois é um receptáculo que contém centenas de pequenos frutos que vulgarmente chamamos sementes. Utiliza-se como fruta para consumo em fresco, em seco, como puré para confeitarias, em conserva ou confeitados. Os figos são frutos muito frágeis, pelo que a sua conservação em boas condição é difícil. Por isso, a importância comercial dos figos secos e em conserva aumentou. Dado que é uma fruta perecível, o figo maduro não se conserva mais de 3 dias no frigorífico.

O primeiro fruto da figueira, produzido em finais da Primavera, recebe o nome de figo lampo. A pele fina e o seu sabor são parecidos com os do figo, mas são menos doces. Para além de ser um fruto consumido em fresco, o figo utiliza-se para fabricar puré, que serve de recheio de diversos produtos de pastelaria, ou mesmo para a obtenção de um tipo de vinho.

Dos produtos derivados do figo, o mais importante é o figo seco obtido mediante a desidratação do fruto fresco. A sua humidade é reduzida de 80% a 15%, ocorrendo a concentração dos compostos nutritivos do figo. Neste caso o seu período de conservação é alto e o fruto apresenta-se amassado, flexível, de cor cinzenta, violeta ou parda, com polpa amarelada e algo viscosa. A par das uvas passas, constitui um dos frutos secos mais populares e antigos.

A conserva de figos é outra das grandes utilizações dos figos. Elabora-se com figos outonais de tamanho reduzido, muito doces, aos quais se adiciona açúcar e um licor, como rum, conhaque ou xerez.

Os figos confeitados podem apresentar-se em caixas de lata. Para o fabrico de figos em álcool são necessários figos pequenos de cor escura, consistentes e que não estejam totalmente maduros.

Os figos depois de tostados e moído originam um pó que se pode utilizar como sucedâneo do café.

O figo, contrariamente ao que se pensa, não é um fruto. É um receptáculo carnoso, denominado ‘sícone’, em forma de pêra, que suporta as flores masculinas e femininas que darão origem aos pequenos frutos, denominados ‘aquénios’, aos quais vulgarmente chamamos sementes. É portanto uma infrutescência.

A parte carnosa e doce do figo ou sícone corresponde às flores que após a fecundação incham e ficam carnosas. O figo é um fruto mole e de pele fina, cuja cor varia de verde a roxo, enquanto que a polpa pode ser encarnada ou branca. Dependendo da espécie, a sua forma é redonda ou achatada, mas geralmente os figos são mais largos do que altos.

Tipos e variedades

Existem diferentes variedades de figo que se podem dividir, pela cor que apresentam, em brancas, coradas e negras. As primeiras apresentam cor branca-amarelada, as coradas têm cor parda-azulada e as negras possuem uma cor que varia de púrpura a negro.

figos de rei ou abêboras - Estremoz - Alentejo - Portugal

Existe uma grande quantidade de variedades, que podem ser classificadas utilizando diferentes critérios.

Segundo o seu uso, os figos podem-se dividir em dois grupos: consumo em fresco ou em seco.

Os figos de mesa são os que se destinam ao consumo como fruta fresca. A pele é tenra, contém poucas sementes e a sua maturação é longa. Os figos de secar têm uma pele mais dura e compacta e amadurecem mais rapidamente.

As variedades de figos para consumo em fresco cultivadas em Portugal são a Lampa Branco, Lampa Preto, Bebera Branca, Bebera Preta, Burjassota Branca e Vindimo e as variedades de figo para secar são a Branco do Douro, Rei Branco, Rei Preto, Pingo de Mel e Branco Regional.

fonte do texto e da imagem

Este ano nós já comemos os figos frescos, já fizemos a sazonal compota, já os utilizámos em tarte e, agora, porque não contextualizá-los numa saudável salada?

Salada de figos

salada com figos_foodwithameaning

Ingredientes

6 figos

corações de alface frisada

couve roxa

tomate

manjericão seco (com  fresco fica bem melhor)

azeite

vinagre balsâmico

cebola a gosto

sal a gosto

salada com figos_foodwithameaning

Preparação

1. Lava-se a alface e seca-se muito bem.

2. Lavam-se os tomates e cortam-se em gomos.

3. Corta-se finamente couve roxa.

4. Lavam-se os figos com cuidado e cortam-se me gomos.

5. Descasca-se a cebola e corta-se a gosto.

6. Misturam-se todos os ingredientes e tempera-se a salada com sal, azeite, vinagre balsâmico e manjericão.

salada com figos_foodwithameaning

Anúncios

4 thoughts on “Enquanto houver figos…

  1. Catarina Sá

    Já vou daqui mais culta pois apesar de adorar figos, desconhecia que os figos lampos eram os primeiros. Na época deles aqui (importados claro) como todos os dias mas não é a mesma coisa que se os tivesse a comer colhidos das figueiras dos meus pais.
    A tua salada é diferente em cores e sabores, por aqui já apetece comidas mais quentes mas uma salada assim sabe bem!

    beijinhos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s