Em modo ‘grelhados’

O lírio é uma espécie piscícola que frequenta, especialmente durante o verão, os arquipélagos da Madeira, dos Açores e a costa algarvia.

fonte

É um peixe gordo, próximo do atum na consistência e textura, por isso, muito valorizado em receitas japonesas. O chefe Paulo Morais, acima na foto, gosta particularmente dele cru, embora reconheça a versatilidade da sua confeção.

Nós optámos por grelhá-lo, sendo esta a forma mais apreciada cá em casa.

lírio grelhado

Ingredientes

1 lírio com cerca de 1,5 kg

1 lima

manteiga

alho

alecrim

sal

Preparação

1. Escama-se e lava-se o peixe.

2. Retiram-se as entranhas.

3. Corta-se às postas.

4. Seca-se com papel de cozinha.

5. Tempera-se com umas pedras de sal.

6. Colocam-se as postas na grelha bem quente.

7. Vai-se regando o peixe, de ambos os lados, com o molho de manteiga, alho e alecrim.

8. Espreme-se sobre o peixe umas gotas de sumo de lima imediatamente antes de servir.

Molho de manteiga, alho e alecrim

Leva-se a derreter a manteiga  com o alho, picado finamente, e junta-se o alecrim ou outras ervas aromáticas a gosto.

Deixa-se o molho levantar fervura e sem arrefecer totalmente usa-se para aromatizar o peixe.

lírio grelhado

Outras confeções de lírio dos Açores com inspiração japonesa.

Uma excelente semana, de preferência repleta de grelhados saudáveis.

Anúncios

4 thoughts on “Em modo ‘grelhados’

  1. panelasemdepressao

    Olá Patrícia
    Confesso que só este verão tive conhecimento da existência deste maravilhoso peixe. A versão que comi foi “semi-crua”, num ceviche servido no Yeatman. Fiquei absolutamente rendida. E embora a tua versão seja muito aliciante, se o encontrasse à venda, comia-o cru!
    Uma boa semana para ti.
    Guida

    Gostar

    • foodwithameaning

      Olá Guida,
      Nos dois anos que morámos na ilha do Faial, altura em que o meu marido praticava muita pesca-submarina, nós tínhamos muito lírio à mesa. Ainda me recordo de um dia estar à espera que o grupo de mergulho saísse da água, na baía do Varadouro, quando vejo ao longe a água muito remexida. Confesso que me assustei porque era exatamente na área onde andavam a mergulhar. Quando chegaram a terra vinham maravilhados porque tinham presenciado um cardume enorme de lírios de todos os tamanhos que, curiosos, nadavam em redemoinho em torno dos mergulhadores. Afirmaram que eram tantos que não era necessário ter boa pontaria nem grande destreza para caçá-los. Assim foi, vieram carregadinhos deles.
      Hoje, compro-os no mercado municipal aos próprios pescadores que me dizem ser cada vez menos frequente a sua apanha.
      Nunca experimentei lírio em ceviche mas como gosto de marinadas com citrinos e de peixe cru, acho que seria uma iguaria.

      Um abraço.
      Patrícia

      P.S. Vamos então arranjar forças para desbravar mais uma semana de trabalho

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s