Queijo de cabra curado com presunto e doce de cebola Santa Gula

queijo de cabra curado com presunto e doce de cebola

Santa Gula

Santa Gula
Há tempos fui presenteada com cinco frascos de produtos Santa Gula. Ainda não os experimentei todos. Ontem foi o dia de saborear o primeiro. Resolvi fazer uma entrada. Combinei o queijo de cabra curado com “plumas” de presunto transmontano e com o doce de cebola Santa Gula. Qualquer coisa digna de deuses terrestres. Quando os produtos são de qualidade encerram neles próprios o mérito. A confeção desta entrada é muito simples.

queijo de cabra curado com presunto e doce de cebola

Santa Gula

Ingredientes

2 queijinhos de cabra curados
presunto (de preferência fatiado no momento)
doce de cebola (Santa Gula)- (não tenho este em casa, o doce de figo combina muito bem.

Preparação

1. Corta-se cada queijo na horizontal em quatro fatias. Dispõe-se numa travessa ou numa tábua de queijos.
2. Coloca-se por cima de cada fatia presunto a gosto.
3. Termina-se com uma colher de sobremesa de doce de cebola.

E com esta sugestão desejo-vos um excelente fim de semana!

Patrícia

Picolés de melancia

picolés de melancia

No verão ansiamos por alimentos simples e genuínos. Que há de melhor senão aproveitar a fruta da época e com ela nos refrescarmos?

Pois estes picolés foram feitos com o que sobrou de um mega jarro de sumo de melancia com menta. Foi uma experiência muito bem aceite cá por casa, especialmente porque fresca e pouco calórica.

A receita encontra-se no post anterior. O único “trabalho” que deu foi encher as forminhas de picolé, tapá-las, abrir a porta do congelador e Voilà!

picolés de melancia

M&M stands for: melancia e menta

Os dias têm estado muito abafados. Os jantares acontecem no alpendre, aproveitando o final de dia. Não corre uma simples aragem. A horta pede chuva. Ela vem, mas tímida. Quando estamos por casa, começamos a achar que o investimento que fizemos na instalação do ar-condicionado foi afinal algo abençoado. Quando saio à rua, e devido aos índices de humidade açorianos, sentimo-nos como há alguns anos atrás quando saímos do avião em Cuba e respirámos aquela turbina de ar quente típica do Golfo que impedia uma respiração escorreita.

Têm primado, por isso, as refeições leves, os grelhados e os sumos de fruta mergulhados em pedras de gelo.

E por que não um refresco de melancia e menta? Agrada-vos?

Refresco de melancia e menta

Refresco de melancia e menta

Ingredientes

Água gelada

Melancia (meia melancia pequena)

Açúcar (utilizei 100 g)

folhas de menta

sumo de meio limão pequeno

Preparação

1. Coloquei no copo da Bimby (ou num liquidificador) a melancia sem sementes e triturei até ficar bem triturada.
2. Adicionei o sumo de limão e a àgua aos poucos, até ficar com a consistência desejada.
3. Adicionei o açúcar e triturei mais um pouco para que se dissolvesse (poderão utilizar açúcar em pó)
4. Adicionei as folhas de menta e verti para um jarro. Antes de colocarem as folhas de menta poderão, se pretenderem um sumo com menos polpa, coar o sumo. Não o fiz.
5. Coloquei umas pedra de gelo e servi.

Nota: Este sumo foi feito com uma melancia que era sumarenta mas pouco doce.

Refresco de melancia e menta

Salada de tomate à italiana

Neste tempo em que há muita abundância de tomate, as saladas deste fruto têm sido uma constante aqui por casa. Optamos por comê-las em primeiro lugar e só depois apreciamos o segundo prato. A linha agradece. Depois da salada cometemos menos excessos porque o apetite fica praticamente satisfeito só com ela. À tradicional salada italiana com tomate, queijo mozzarella e manjericão, resolvemos acrescentar rodelas de pepino, também aqui da horta. O azeite fez o resto. Nada mais simples e saboroso.

salada de tomate à italiana

Ingredientes

tomate “coração de boi”
pepino
queijo mozzarella seleção (marca continente)
azeite aromatizado com orégãos
sal de mesa
vinagre balsâmico de champanhe

Preparação

1.Lava-se o tomate, corta-se às rodelas e dispõe-se numa travessa.
2.Descasca-se o pepino, corta-se às rodelas e coloca-se por cima de cada rodela de tomate.
3.Fatia-se o queijo mozarella às rodelas e coloca-se uma fatia por cima de cada rodela de pepino.
4.Decora-se cada montinho com uma folha, ou meia folha, de manjericão.
5.Rega-se com azeite aromatizado (ou simples).
6.Polvilha-se com sal de mesa.
7.No momento de servir, rega-se com vinagre balsâmico.

Esta salada serviu de acompanhamento a um rodeão de novilho assado na brasa.

Salada de feijão azul

salada de feijão azul

Cresci sem valorizar a importância da horta. Os meus pais, apesar de exercerem uma profissão nada ligada à terra, ao contrário dos meus avós maternos, sempre gostaram de manter a horta asseada com um pouco de tudo. Quando nos mudámos para a casa nova, passámos a ter uma horta maior e um pomar. O meu pai sempre gostou de experimentar sementes diferentes e desde os tremoços aos amendoins tudo o resto era plantado naquele terreno. Estes feijões foram resultado de uma experiência feita pelo meu marido, na horta cá de casa, com sementes oferecidas pelo meu pai. Todos os feijões desta salada são originários da nossa horta. Com ingredientes especiais destes quem quer os de compra?

Eis então as fotos dos atores principais da saladinha: os feijões azúis (Feijão maravilha de Veneza)

Feijão maravilha de Veneza

Feijão maravilha de Veneza

Ingredientes
feijão branco

feijão verde

feijão maravilha de Veneza

pimento vermelho assado

cebola

salsa

tomilho-limão (fresco)

azeite

vinagre balsâmico

sal ( para a cozedura dos feijões e tempero da salada)

Preparação 

1.Cozem-se os feijões, debulhados da vagem, em água. Quase no fim da cozedura adiciona-se o sal.

2. Escorrem-se e passam-se por água fria. Colocam-se numa taça.

3. Assam-se os pimentos no forno e retira-se-lhes a pele. Cortam-se às tirinhas. Adicionam-se aos feijões.

4. Pica-se uma cebola pequena e adiciona-se à taça.

5. Lava-se a salsa e e o tomilho-limão e picam-se finamente por cima da salada.

6. Rega-se com azeite e vinagre.

7. Tempera-se com sal de mesa.

8. Envolve-se cuidadosamente,  para não desfazer os feijões, com uma colher grande.

9. Serve-se fria.

Sugestões: poderão omitir a cebola se desejarem; poderão acrescentar atum e filetes de cavala  ou de anchova de conserva.

E deixo então aqui esta ideia para uma salada fresca de verão rica em proteína vegetal e pobre em gordura, ideal para os dias em que chegamos tarde da praia ou do trabalho, consoante o caso.

Se preferirem uma receita de feijão assado, no Receitas ao Desafio deixo-vos esta sugestão muito reconfortante.

feijão com melaço e cachaça

Bom fim de semana!

Escapadinha e homenagem

Voltar ao lugar onde crescemos e vivemos dos 18 aos 30 anos reveste-se sempre de grande significado. Dois dias. Uma escapadinha deliciosa que deu para estar com amigos e resolver outros assuntos agendados. A cidade de Ponta Delgada recebeu-me mais uma vez de braços abertos. Já tinha muitas saudades de passear a pé pelas suas artérias, de visitar as lojas e os restaurantes de que gosto, de estar com pessoas cuja distância nunca diminuiu a amizade.

Deixo-vos então retratos de momentos felizes em lugares citadinos e à beira-mar plantados.

Igreja Matriz de Ponta Delgada

Diapositivo4

Diapositivo2

Diapositivo5
Diapositivo2Diapositivo6

Diapositivo3
Diapositivo1
Diapositivo1Igreja de S. Pedro

Câmara Municipal de Ponta Delgada

Portas da Cidade

Diapositivo4

Marina
Diapositivo9

Diapositivo8

Pesqueiro- zona de banhos

Portas do Mar- zona de bares e restaurantes

Diapositivo8

Gelataria  e café Central

Bolo de Arroz

Praia pequena do Pópulo

Bar da Praia

Este post pretende também ser uma homenagem ao Miguel Fonseca, conhecido entre nós por “Faneca”, conterrâneo e colega dos tempos de universidade que  celebrou a sua juventude nestes espaços aqui retratado, na nossa cidade de Ponta Delgada: nas festas universitárias, nos encontros de tunas académicas, e que divulgou a região além fronteiras através do seu dinamismo empresarial e modo de ser singular.  Fica a saudade.

E com o calor…os granizados

O verão continua a pedir refeições leves, saladas, gelados e refrescos.

As limonadas e os granizados têm sido assim presença frequente à nossa mesa. Refrescam e hidratam.

granizado de lima e manga_foodwithameaning

 

Granizado de Lima e Manga (4 pessoas)

Ingredientes

Meia manga descascada e aos pedaços

2 limas (sumo e raspa)

80 g de açúcar

2 copos medidores de água

Preparação na Bimby

Coloque no copo o açúcar e pulverize. Retire e reserve.

Coloque no copo a manga e marque 30 seg. Vel 6.

Adicione os cubos de gelo e dê golpes de turbo até obter a consistência desejada.

Junte o açúcar, a raspa e o sumo das limas e marque 15 seg. Vel. 4.

Sirva de imediato.