E depois da tempestade…vêm…os brioches

Esta semana tem sido palco de eventos surreais. O jantar com David Lynch acabou em tremor de terra. Na madrugada de hoje assisti à maior tempestade da minha vida. Uma noite de tormentas para sempre lembrada, onde o vento alucinado imperava, levantando os telhados e destruindo as hortas por onde passava, e as chuvas feriam o solo como agulhas, encharcando-o e forçando-o a matar a sede. A força das águas transbordava ribeiras, fazia deslizar terrenos e deitar ao chão muros de pedra. Os clarões dos raios antecipavam trovoada intensa e amedrontavam pela sua intensidade e proximidade. As preces a Santa Bárbara multiplicavam-se por toda a ilha numa condição de medo subalterno. O mar mostrava-se enfurecido e espumava de raiva contra os rochedos, transfigurando-se em mil Adamastores. Uma natureza dantesca que na escuridão montava um cenário de suspense contínuo.
Cá em casa, a intensa chuva batia na claraboia retangular do corredor dos quartos como se de um teclado de piano se tratasse. De lá transpirava uma melodia cadenciada frequentemente interrompida pelo clarão do raio e pelo estrondo do trovão que impedia sem piedade a concentração no sono.

A manhã pediu um pequeno-almoço quentinho. Do forno saíram estes brioches.

Ingredientes (para 10 pãezinhos)

150 g de leite

1 pitada de sal

50 g de açúcar

50 g de margarina

3 gemas de ovo

1/2 saqueta de fermento seco (cerca de 5 g)

400 g de farinha

1 gema de ovo para pincelar

Coloque no copo da Bimby o leite, o sal, o açúcar, a margarina e programe 1Min/37º/Vel 2.

Junte as gemas, o fermento e programe 10 seg/vel 2.

De seguida adicione a farinha e programe 1 MIn/Vel espiga.

Faça bolas pequenas e coloque-as num tabuleiro de forno polvilhado com farinha. Pincele a superfície com gema de ovo e leve a forno pré-aquecido a 50ºC durante 20 minutos para que dobre de volume.

Aumente a temperatura para 180ºC cerca de 25 minutos.

Fonte: Bimby. As Receitas Essencias, pág.58.

Bom fim-de-semana (por cá precisávamos que assim fosse)

Advertisements

4 thoughts on “E depois da tempestade…vêm…os brioches

  1. Graça

    Por aqui também o mau tempo se tem feito sentir, apesar de não ter havido estragos,a chuva teima em não nos deixar! Esperemos que o bom tempo regresse e nada como estes brioches para ajudar a recuperar!
    Bom fim-de-semana!

    Gostar

  2. Lily

    Até parece que vivo noutro continente 🙂 , no continente do sol. A temperatura não larga os 30ºC durante o dia e ontem a noite estavam uns amenos 22ºC. Parece uma ilha tropical. As ruas vão-se compondo. As pessoas querem sair e já ostentam os seus escaldões. Por agora nem me passa pela cabeça ligar o forno, mas em dias de tempestade não há nada mais reconfortante que ligá-lo. E esse brioches têm boa cara e são rápidos de fazer. Hoje vai ser excepção, vou ligá-lo. Uma festa de aniversário e aquilo que será a minha primeira pavlova. Vamos ver se o resultado agrada. Bom domingo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s