Mousse de lima para as amigas

Ainda me lembro da pior sobremesa que fiz como se tivesse sido hoje. Foi uma mousse de Kiwi. O nome até é ao mesmo tempo sugestivo e intrigante, mas no amadorismo da altura, não levantei fervura aos kiwis e o ácido destes destruiu por completo o que para mim era uma inovação e uma sobremesa a apreciar pela sua invulgaridade. Enfim, saiu algo completamente intragável, sem textura definida. Acabou por ser também uma autêntica deceção coletiva porque foi uma sobremesa que levei para um jantar de amigos, em casa da Paula, quando vivíamos todos na ilha do Faial.
Devem estar a pensar neste momento o que é que o relato do meu desastre culinário tem a ver com a receita de hoje. Pouco. Toda esta história serviu para vos dizer que foi esta minha amiga Paula que me deu a receita desta mousse de lima que, no meu entender, é fantástica.

É importante referir que qualquer pessoa que goste de citrinos irá apaixonar-se por esta mousse.

mousse de lima_foodwithameaning

Também é relevante mencionar que qualquer pessoa que não aprecie sobremesas muito doces ficará igualmente apaixonada por esta receita. Foi o que aconteceu há dias atrás quando a confecionei para levar para um almoço de amigas.

mousse de lima_foodwithameaningmousse de lima_foodwithameaning

Deliciem-se, então, com a receita.

Ingredientes para 6 pessoa

  • 1 lata de leite condensado
  • 2 pacotes de natas
  • 3 limas
  • 3 folhas de gelatina

Modo de confecionar
1. Raspar a casca das três limas para um pratinho. Reservar.
2. Misturar no leite condensado o sumo das três limas e mexer com a batedeira.
3. Bater as natas frias sem adicionar açúcar até ficarem consistentes.
4. Dissolver a gelatina  em pouca água morna e juntá-la às natas.
5. Juntar as natas batidas à mistura de leite condensado e sumo de lima e bater com a batedeira.
6. Colocar numa taça grande ou em taças individuais e decorar com a raspa da lima.

mousse de lima_foodwithameaning

Bom fim de semana!

Chocolate and Moka Dessert in a jar

Esta é a receita ideal para aproveitamento de bolo de chocolate. De forma rápida e simples, construímos uma sobremesa que pode ser consumida de imediato ou refrigerada uma ou duas horas. Como se trata de uma sobremesa em camadas, convém utilizar uma taça transparente. Eu optei pelos frascos, porque facilitam a arrumação no frigorífico e na mala térmica, se a intenção for levar uma sobremesa deliciosa para um piquenique. Denominei-a de Chocolate and Moka Dessert in a jar, porque quando pensei nesta sequência de ingredientes foi em língua inglesa que me surgiu o nome. Ser professora de inglês “obriga-me” a estas coisas. O próprio nome do blogue, Foodwithameaning,  é também prova de que esta minha segunda língua gosta de marcar presença no meu dia-a-dia.

Partilho, então, convosco, esta tentação!

Workshop_Piquenique

Sobremesa de chocolate e moka em frasco

Ingredientes

  • bolo de chocolate ( 5 ou 6 fatias)
  • 2 pacotes de natas (utilizei Novaçores)
  • 1 lata de leite condensado cozido
  • 1 ou 2 colheres de sopa de café solúvel granulado
  • 1 colher de café de aroma de baunilha
  • bolachas digestivas
  • 1 pacote de frutos secos salgados (marca continente)*

*este pacote para além de amendoins, caju, amêndoas e nozes, contém também, sultanas e alperces.

Preparação

1. Fazer, comprar ou aproveitar 5 ou 6 fatias de um bolo de chocolate;

2. Esfarelar parte do bolo para uma tigela;

3. Bater natas (previamente refrigeradas) até ficarem consistentes; adoçar com açúcar em pó a gosto e juntar uma colher de café de aroma de baunilha e uma ou duas colheres de sopa de café solúvel granulado; bater até formar o chantilly moka.

4. Desfazer bolachas digestivas com as mãos. Reservar.

5. Colocar o bolo esfarelado no fundo de um frasco;

6. Dispor umas colheres de leite condensado cozido, batido previamente numa tigela, até se ver a camada;

7. Colocar uma camada de bolacha esfarelada;

8. Dispor uma camada de bolo;

9. Colocar uma camada de chantilly de moka;

10. Terminar com um topping de frutos secos salgados, triturados grosseiramente.

 

Nota. Poderão repetir camadas, alterar-lhes a ordem ou optar por fazê-las mais altas.

Workshop_Piquenique

E o ponto alto (e quente) do workshop foram os S’Mores

Fazer S’mores não é difícil, mas requer alguma atenção para se evitarem queimaduras. A receita de S’mores é transmitida ao longo dos anos no seio das famílias norte-americanas e nos acampamentos de escuteiros. Nestes, o centro do universo caracteriza-se por ser mesmo a fogueira. Onde há fogueira e churrasco existem então S’mores. Não há melhor maneira de começar uma noite do que com a família e amigos reunidos ao redor da fogueira, cada um a preparar o seu S’more.

A fim de apreciar devidamente esta combinação de bolacha, chocolate e marshmallow, considerem terem histórias prontas para contar, quer elas sejam heróicas, de fantasmas ou cómicas. A diversão proporcionada pela confeção do S’More dará o mote a tudo o resto. Não se apresse na experiência. Desfrute da companhia de todos, rindo de si e dos outros tentando comer esta sanduíche pegajosa e deliciosa ao mesmo tempo.

No workshop de sábado, o ambiente foi assim. De comer e pedir mais (some more=s’more).

Workshop_Piquenique_S'MoresWorkshop_PiqueniqueWorkshop_Piquenique
Picnic S’mores

Ingredientes

  • Bolachas Crackers (água e sal)- da receita tradicional constam as Graham Crackers
  • Quadrados de chocolate (de leite, negro ou com frutos secos)
  • 1 embalagem de marshmallows grandes

Preparação

  • Dispor as bolachas numa travessa;
  • Colocar um quadrado de chocolate em cima de cada bolacha;
  • Dourar os marshmallows numa chama, espetados num garfo, até obterem cor uniforme, evitando queimar; utilizei um recipiente de confecionar chouriço-à-bombeiro, álcool e um acendedor elétrico.
  • Colocar os marshmallows quentes em cima do chocolate e terminar com outra metade de bolacha.
  • Servir assim que o chocolate comece a derreter.

Os S’mores podem ser feitos no micro-ondas.

Aqueça os seus marshmallows NO MICROONDAS. Este não os irá tostar como o fogo, mas irá torná-los quentes e moles.

Tenha cuidado porque o microondas faz com que o interior do marshmallow fique muito quente. E também poderá fazê-lo explodir. Supervisione o aquecimento.

Workshop_Piquenique_ S´Mores

Lembrem-se sempre do seguinte: os S’mores são destinados a serem divertidos e saborosos!

Estou mesmo a precisar de sumos detox…

Na minha cidade, Angra do Heroísmo, estão a decorrer as festas Sanjoaninas. Por este motivo, muitos têm sido os excessos cometidos nestes dias. Em consequência disso, esta semana, resolvi introduzir na minha rotina  alguns sumos detox, todos tomados pela manhã em jejum. O corpo agradece.

A receita que partilho hoje convosco tem na sua composição chá de hibisco. Este chá é preparado com o cálice do botão seco da flor chamada Hibiscus Sabdariffa, que não é aquela espécie de hibisco normalmente encontrada nos nossos jardins. Devido a esta planta, a bebida é rica em substâncias antioxidantes e ácidos orgânicos. Estes nutrientes comportam muitos efeitos benéficos, entre eles, a ação diurética, impedindo a retenção de líquidos, e a capacidade de evitar a acumulação de gorduras, principalmente na região da barriga e ancas. O consumo deste chá ajuda também a aumentar o colesterol conhecido como bom, HDL, diminuir o colesterol mau, LDL, triglicerídeos e a pressão arterial. Resolvi, por estes motivos todos, incluí-lo neste sumo detox.

workshop Supersumos_Foodwithameaning

Em cima, na foto, chá de hibisco e flor de hibisco cristalizada.

workshop Supersumos_Foodwithameaning

Sumo detox de morango e hibisco

Ingredientes

200g de frutos vermelhos congelados (utilizei morangos frescos)
sumo de 1 laranja
1 colher de sopa de gengibre (usei fresco)
1 colher de sopa de sementes de girassol
2 folhas de hortelã (usei 4)
1 colher de sopa de sultanas
200 ml de chá de hibisco

Preparação

Juntar todos os ingredientes no copo do liquidificador ou num robô de cozinha e triturar cerca de 2 minutos.
Servir o sumo com cubos de gelo.

E só faltam 9 para os 100…

Este foi o bolo dos 91 da minha avó. O ano passado, prestei-lhe homenagem com uma história e outro bolo, como poderão espreitar aqui, se assim o entenderem.

É, sem dúvida, um privilégio completar 91 anos de vida.

Parabéns!

foodwithameaning

Bolo de limão e lemon curd  _foodwithameaning

Receita adaptada de Tangy Lemon Drizzle Cake

Ingredientes

  • 200 g de manteiga
  • 350 g de açúcar
  • 350 g de farinha com fermento
  • 6 ovos
  • 2 colheres de chá de fermento
  • raspa de três limões

Ingredientes para a cobertura

  • 200 ml de queijo creme light
  • 500 ml de açúcar em pó

(da cobertura original não consta o queijo creme, mas sim 200 g de açúcar com sumo de um limão)

Preparação

  • Pré-aquecer o forno a 180 ºC
  • Untar uma forma cilíndrica, de fundo amovível, com manteiga e forrar o fundo com papel vegetal. Untar o papel. Polvilhar com farinha.( Na receita original, este bolo é feito num tabuleiro)
  • Numa tigela, bater a manteiga com o açúcar até se obter uma massa homogénea fofa e esbranquiçada.
  • Acrescentar os ovos inteiros, a farinha, o fermento e a  raspa dos limões. Voltar a bater muito bem.
  • Verter a mistura na forma e deixar cozer cerca de 40 minutos ou até o bolo estar cozido e com o topo ligeiramente dourado.
  • Retirar do forno e deixar arrefecer ligeiramente.

Nota: Se eu tivesse feito a cobertura original, nesta fase, e com recurso a um pau de espetada ou de metal, faria uns buraquinhos no bolo e vertia por cima deste a mistura de açúcar em pó com sumo de limão. Optei por fazer um lemon curd e rechear o bolo em três partes, terminando com a cobertura de queijo-creme.

Ingredientes para o lemon curd

  • 160 g de açúcar
  • 2 limões
  • 60 g de manteiga
  • 2 ovos

Preparação na Bimby

  • Coloque no copo o açúcar e pulverize 20 Seg/Vel. 9
  • Junte as cascas de limão (só a parte amarela) e rale 15 Seg/Vel.9.
  • Adicione a manteiga, o sumo dos limões e marque 1Minuto/Vel.2.
  • Junte os ovos e misture 10 Seg/Vel.4.
  • De seguida, programe 7 Minutos/80ºC/Vel.2. Retire, deixe arrefecer e guarde em frascos esterilizados, no frigorífico.

 

Depois de cozido e totalmente arrefecido, cortar o bolo em três partes iguais e recheá-las com o lemon curd.

Cubra o bolo com queijo creme batido com açúcar em pó.

foodwithameaning

O seu nome é Salicórnia…

salicórnia

A salicórnia (Salicornia ramosissima) é uma planta tolerante à água salgada e que faz parte da flora nativa portuguesa. Cresce nos sapais dos estuários e salinas, possuindo vasta distribuição na ria de Aveiro. Como tem a vantagem de substituir o sal, é vulgarmente conhecida por sal verde, mas chegou a ser considerada uma praga. Revela propriedades antioxidantes, antitumorais e diuréticas. Caracteriza-se por ser uma solução muito saudável para quem sofre de hipertensão arterial.

Em Portugal, a salicórnia ainda é muito desconhecida, mas noutros países da Europa é apreciada e considerada um produto gourmet.

Eis a minha sugestão.

Tosta melba com queijo de cabra curado, doce de figo e  salicórnia 

salicórnia

  • Dispor as tostas melba num prato de servir.
  • Descascar o queijo de cabra curado e cortar em fatias da espessura da tosta.
  • Dispor sobre o centro da fatia de queijo uma colherada de doce de figo (com doce de tomate fica também delicioso).
  • Terminar com um raminho de salicórnia, que conferirá um contraste salgado e delicioso.

salicórnia

Abaixo, deixo-vos algumas inspirações com salicórnia, receitas do blogue da Guida (Panelas Sem Depressão).

1

2

3

Mais informações sobre a salicórnia aqui.

Obrigada, Guida, por me teres enviado uma embalagem com esta preciosidade.

salicórnia

A prova de que os sumos detox não são desinteressantes

No sábado passado, voltei à loja DeBorla-Terceira para dinamizar um workshop intitulado de “Supersumos”.

Quem disse que os sumos detox têm de ser difíceis de tomar e desinteressantes? Ao longo do workshop, penso ter conseguido provar que a saúde pode andar de mãos dadas com sabores apetecíveis.

Aproveito a oportunidade para agradecer à gerente de loja e aos funcionários destacados para a organização e gestão do espaço a amabilidade e disponibilidade.

Gostaria também de agradecer a duas participantes no workshop, a Carla Monteiro Santos e a Mena Ávila, por já terem posto em prática algumas das receitas de sumos detox disponibilizadas no workshop de sábado.

Gostaria ainda de agradecer à minha amiga Susana Castro por ter tirado as fotos em que eu e os participantes aparecemos. As de pormenor foram tiradas por mim no fim do workshop já com a calma resultante do dever cumprido.

workshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaning

workshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaningworkshop Supersumos_Foodwithameaning

Partilho hoje uma das receitas confecionadas. As outras irão sendo publicadas intercaladas com outras sugestões.

Detox vitaminado de Cenoura e Abacaxi

workshop Supersumos_Foodwithameaning

Ingredientes

2 cenouras médias descascadas

5 folhas de hortelã

2 chávenas de chá de abacaxi picado

200 ml de água mineral ou a mesma quantidade de gelo

 

Preparação

Colocar todos os ingredientes dentro de uma liquidificadora ou no copo de um robô de cozinha e triturar durante dois minutos, com uma pausa pelo meio.

Servir de imediato.

Sumos Detox em Workshop…Supersumos

cartaz

Os sumos detox são uma combinação fácil de vários alimentos (frutas, verduras, sementes, raízes e legumes) especialmente escolhidos por serem ricos em fibras, vitaminas, minerais, propriedades antioxidantes e desintoxicantes, que ajudam todo o corpo a funcionar melhor.
O resultado é um sistema digestivo mais eficaz, um sistema imunológico mais forte, níveis de energia mais altos e também uma melhor hidratação corporal.
Estes supersumos devem ser feitos com ingredientes que auxiliam diretamente o fígado, órgão responsável pela limpeza interna do corpo. Os mais indicados são os cítricos, como o limão, a laranja, o kiwi e o abacaxi; os ricos em água, como a melancia e o melão; e os que possuem ação digestiva e facilitam o metabolismo, como o gengibre, a beringela e a couve.
Apesar de os sumos detox possuírem alto valor nutritivo, estes não devem substituir as refeições. Deverão ser tomados em jejum ou ao lanche. É importante que o exercício físico e uma alimentação rica e equilibrada continuem como prioridade.

No workshop de amanhã, a realizar na loja DeBorla-Terceira, eu e os participantes que desejarem prepararemos vários sumos detox, que irão surpreender pelo seu sabor e fator nutritivo.

Lembrem-se do seguinte: “Nós não somos aquilo que comemos. Somos o que absorvemos”.

Até amanhã!

Patrícia

Salada de lentilhas com bacalhau

Comer lentilhas faz bem à saúde porque é um alimento muito rico em vitaminas e minerais e possui apenas 127 calorias em cada porção de 100 gramas. Esta leguminosa pode ser usada como substituto do feijão. Porém, deve ser evitada por quem tem ácido úrico elevado, sendo um alimento que faz aumentar as purinas, que podem provocar as crises de gota.

Razões para o consumo de lentilhas

Apesar de serem ricas em carboidratos, as lentilhas podem ser preparadas sem adição de gorduras, tornando-se assim uma ótima refeição para uma dieta de emagrecimento. Os 7 principais benefícios de comer lentilhas são os seguintes:

  • Ajudar a diminuir o colesterol – porque têm fibras insolúveis que diminuem a absorção de gorduras.
  • Desintoxicar o organismo – regulando o intestino e, por isso, limpam os intestinos absorvendo as toxinas.
  • Diminuir a Tensão Pré-Menstrual
  • Combater a diabetes – porque apesar de ter muitos carboidratos, têm muitas fibras e fazem com que o açúcar não aumente muito sangue.
  • Prevenir e tratar a anemia – alimento muito rico em ferro, recomendado especialmente para vegetarianos com tendência a desenvolver anemia.
  • Ajudar a prevenir doenças oncológicas – porque além de serem ricas em fibras que diminuem o risco de cancro no cólon, têm antioxidantes que protegem as células do corpo.
  • Melhorar a saúde dos ossos – além de ter cálcio, contém isoflavonas que ajudam a produzir hormônios importantes para fortalecer os ossos.
  • Ajudar a fortalecer o sistema imunitário – as lentilhas são ricas em zinco.
  • Melhorar o trânsito intestinal- a sua alta quantidade de fibras  alivia a prisão de ventre e o inchaço da barriga.

texto adaptado desta fonte

salada de lentilhas com bacalhau

Salada de lentilhas com bacalhau

  • 400 g bacalhau demolhado
  • 500 g lentilhas
  • 1  cebola
  • 100 g cenouras
  • 100 g arroz
  • 2 pimentos encarnados
  • 4 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de vinagre
  • 2 dentes alho
  • sal, pimenta e salsa

Coloque as lentilhas de molho durante 15 minutos e depois coza-as juntamente com a cebola. Tempere-as com sal perto do fim da cozedura. Escorra-as e reserve.

Coza o arroz em bastante água temperada com sal durante 10 minutos. Ao fim, passe-o por água fria e escorra bem. Coza também as cenouras aos cubinhos depois de peladas e lavadas.

Entretanto, escalde o bacalhau de 2 a 3 minutos e de seguida retire-lhe as peles e espinhas e parta-o em lascas. Escolha e lave a salsa; pique alguma, de maneira a ter 3 ou 4 colheres de sopa. Prepare um molho com os alhos picados, o azeite, o vinagre, sal, e pimenta.

Envolva as lentilhas com o bacalhau, o arroz, as cenouras, os pimentos encarnados, e a salsa picada. Coloque numa travessa, regue com o molho e sirva.

salada de lentilhas com bacalhau