Abrótea com Curtumes

A abrótea é o peixe dos três fês. Deve ser apreciada fresca, frita e fria, como sempre afirma o meu pai. Tal como ele, não concebo outra forma de confecionar este peixe. Há quem o coza, mas no meu entender é um peixe de consistência muito mole para ser cozido.

Os curtumes são presença essencial na nossa mesa quando preparamos pratos de peixe, quer acompanhemos a refeição com arroz ou com umas simples batatas cozidas aromatizadas pelo piri-piri e pelo louro. Numa parceria com a abrótea frita, saíram do nosso frigorífico o curtume de perrexil, publicado no verão, e o curtume de beterraba, uma oferta deliciosa da amável Susana com quem partilho momentos de boa disposição sempre que a visito  na biblioteca da escola onde trabalhamos.

Ingredientes
1 abrótea
5 dentes de alho grandes cortados às rodelas.
1 colher de sopa de massa de malagueta
mistura de pimentas
1 copo de água
1/3 do copo de vinagre branco
sal
farinha de milho
óleo para fritar

Modo de Preparação
Peço na peixaria que limpem o peixe e o cortem em postas finas.Tempero-o com sal e pimentas.
Faço um vinha d’alhos com os restantes ingredientes acima mencionados, com exceção do óleo e da farinha de milho.
Deixo o peixe repousar no vinha d’alhos cerca de três horas.

Antes de fritar a abrótea em óleo quente seco-a muito bem em papel de cozinha.
Envolvo-a em farinha de milho e coloco-a cuidadosamente na frigideira.
Deve-se deixar fritar de ambos os lados, processo este que ainda demora algum tempo.
Depois de retirar a abrótea do óleo, escorro-a em papel de cozinha para absorver algum excesso de óleo e frito ligeiramente os alhos retirados ao vinha d’alhos, que posteriormente acompanharão o peixe.

Uma boa semana de trabalho ou de lazer, consoante o caso.

Patrícia

About these ads

7 thoughts on “Abrótea com Curtumes

  1. Grande plano é brincadeira está mesmo é em destaque… a minha beterraba :-) Por acaso ainda nao a experimentei com peixe deve ficar igualmente deliciosa. O peixe ficou mesmo apetitoso, mas já sabes que fritos cá em casa só em dias de festa :-)
    Beijinhos

  2. Olá Patrícia,

    em relação à abrótea a minha ma~e +e da mesma opinião do teu pai : )

    Confesso que os fritos não são prato forte cá em casa, mas também concordo que a abrótea quer-se frita e a tua ficou com excelente aspecto e então com esses curtumes deve ser de comer e chorar por mais.

    Beijinhos

    http://receitaspanelaferro.blogspot.pt/

  3. Bom dia Patrícia,

    Por acaso nunca comi abrótea frita, sempre a comi precisamente da forma que menos aprecias, cozida !
    Confesso que não é dos peixes de minha eleição, talvez pelo que mencionas, mas era assim que a minha m~~ae a sabia fazer e secalhar eu enjoei, pois não mais a comprei.

    A tua foto mostra de facto um peixe com um aspecto delicioso, portanto eu não diria que era abrótea se não o referisses, já que não tenho idéia assim desse peixe.

    Gostei muito da receita e do acompanhamento que lhe deste, ficou um prato lindo e tentador !

    Beijinhos

    Isabel

    • Obrigada Isabel. Experimenta a abrótea frita e vais adorar. Um frito uma vez ou outra não prejudica a nossa saúde em demasia.As ventrescas estaladiças são tão saborosas.
      Também acho que os curtumes vão muito bem com peixe.
      Um beijinho e obrigada pela visita.

  4. ola amiga…olha que uma Alcatra de Abrotea, nunca fica a dever nada a ninguem :)…E gosto dela frita, mas quentinha, com cebolada, e bolinhos de milho ! Cada cabeça sua sentença :) Jinhos e boas festas !

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s